70% da incidência é do vírus tipo 2

70% da incidência é do vírus tipo 2

postado em 17/07/2019 00:00
O especialista em epidemiologia da Universidade de Brasília (UnB) Pedro Luiz Tauil explicou que diversos fatores impactaram o crescimento do número dos casos de dengue no DF. O primeiro deles foram as chuvas prolongadas, que criaram cenário favorável para a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Além disso, houve a reintrodução do tipo dois da enfermidade, que, há alguns anos, não afetava a região. ;Existem quatro tipos de dengue. Uma pessoa só pode ser contaminada por cada um deles uma vez. Como esse sorotipo estava afastado e voltou, os números subiram;, esclareceu. O boletim epidemiológico mostra que mais de 70% dos casos registrados na capital são devidos ao tipo 2.

De acordo com Pedro Luiz, o aumento populacional das regiões administrativas também pode ter influenciado a contaminação. ;Estamos vivendo um crescimento demográfico das áreas urbanas. Muitas pessoas vivem em condições precárias de habitação e saneamento. Tudo isso favorece a transmissão;, avaliou. O especialista ressaltou que, nessa parcela da população, as campanhas de conscientização sobre os cuidados para evitar dengue devem ser reforçadas.

Apesar do cenário, Pedro Luiz afirmou que a tendência é de que os casos diminuam em julho. ;Até o fim do mês, provavelmente, teremos menos casos do que em junho. Depois de agosto, a incidência da doença fica mínima até novembro, quando ela volta a atacar;, alertou. Entretanto, ele comentou que, mesmo com o período de seca, as pessoas não devem deixar de manter os cuidados para evitar a proliferação do inseto transmissor da doença. ;Os ovos do mosquito são muito resistentes. Se eles encontrarem criadouros potenciais, como reservatórios de água artificiais, podem desovar. A partir disso, a eclosão deve acontecer em novembro, aumentando, novamente, o número de casos;, apontou.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação