Aquecimento de 2ºC traria ondas de calor extremo

Aquecimento de 2ºC traria ondas de calor extremo

postado em 20/08/2019 00:00
Mesmo que a humanidade consiga limitar o aquecimento global a 2;C, os verões do hemisfério norte terão ondas de calor perigosamente mais longas, alerta um artigo divulgado, ontem, na revista Nature Climate Change. ;O clima extremo se tornaria mais persistente, com períodos quentes e secos, bem como os dias consecutivos de chuva forte seriam mais longos;, detalha, em comunicado, Peter Pfleiderer, pesquisador na Universidade Humboldt, em Berlim, e autor principal do estudo.

A equipe chegou à conclusão analisando dados de modelos climáticos. Em um mundo 2;C mais quente, a chance de períodos quentes prolongarem-se por mais de duas semanas aumentará em 4% em relação a hoje. Em países do leste da América do Norte, na Europa central e no norte da Ásia, a vulnerabilidade será ainda maior, mostra o estudo. Por exemplo, condições similares à seca com mais de 14 dias de duração se tornarão 10% mais prováveis na região central da América do Norte, e períodos de chuvas fortes sustentadas aumentarão mais de 25% em toda a zona temperada do norte.

Dim Coumou, pesquisador da Universidade Livre de Amsterdã e coautor do estudo, explica que os modelos climáticos mostram um enfraquecimento sistemático da circulação atmosférica em grande escala no verão à medida que o planeta aquece. ;O aumento da persistência do clima pode estar ligado a um enfraquecimento dessa circulação;, diz. À medida que ela desacelera, condições quentes e secas podem se desenvolver nos continentes. Ao mesmo tempo, furacões e tufões podem persistir por mais tempo em um lugar.

Os autores também ressaltam a importância de adoção de medidas urgentes de combate ao aquecimento global. ;

;Tendo em mente que o ritmo lento atual de redução de emissões coloca o mundo no caminho para mais 3;C, nosso estudo ressalta a necessidade de uma ação urgente;, diz Carl-Friedrich Schleussner, chefe de ciência climática e impactos na Climate Analytics.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação