Medida é um alento ao setor

Medida é um alento ao setor

» Gabriel Pinheiro* » Thaís Moura*
postado em 21/08/2019 00:00
 (foto: Gabriel Pinheiro/Esp.CB/D.A Press)
(foto: Gabriel Pinheiro/Esp.CB/D.A Press)


A linha de crédito indexada à inflação será facultativa e estará disponível, na Caixa, a partir de segunda-feira. No mercado imobiliário, a expectativa é grande. Para a proprietária da Imobiliária Real, Ivone Rodrigues, a queda das taxas pode impulsionar as vendas, que neste ano passaram por um momento de melhora. ;Chegamos a vender cinco imóveis por mês;, disse.

Segundo ela, em um mercado volátil, o comprador se rende ao valor das taxas de financiamento, ;A procura por imóveis para compra, agora, está bem baixa. Talvez, se diminuir a taxa, tudo acabe mudando. O que mais influencia hoje no financiamento é a taxa de juros, baixando fica atrativo para a compra;, acredita

Na opinião de Ivone, a baixa rentabilidade do imóvel como investimento afugentou os interessados. ;Hoje os investidores preferem investir em bancos, moedas estrangeiras e em outras coisas. Não é mais tão rentável e lucrativo justamente por causa das taxas de juros.; Ela adverte, entretanto, que o fato de o índice acompanhar a inflação é um risco. Uma alta do IPCA significaria aumento das prestações.

Para a coordenadora de projetos da construção da Fundação Getulio Vargas (FGV), Ana Maria Castelo, a associação do crédito imobiliário com a inflação pode prejudicar o consumidor a longo prazo. ;A menor taxa de juros e a mudança do indexador parece vantajoso neste primeiro momento, mas financiamentos imobiliários têm um horizonte de tempo de 25 a 30 anos, e a questão que surge é: nós vamos ter um cenário favorável para a inflação neste tempo?;, questionou a especialista.

;A ação é positiva principalmente por dar a opção ao consumidor de escolher entre a TR ou o IPCA. Se realmente tivermos um cenário de estabilidade de preços, sem dúvida, o uso da taxa atrelada ao IPCA deve crescer. Mas só nesse cenário;, disse Ana Maria Castelo.

Ela ainda destacou os benefícios da medida para o mercado imobiliário. ;Antes, uma queixa do mercado imobiliário era de que os investidores não se interessavam por investimentos que não fossem atrelados à inflação. Em tese, agora você terá mais interesse por esses títulos, o que trará facilidade para o banco captar recursos, e conseguirá expandir a fonte de financiamento do mercado imobiliário;, analisou.

* Estagiários sob supervisão de Rozane Oliveira

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação