Seleção de falhas

Seleção de falhas

Cássio protagoniza frango após chute fraco de Ganso, admite lambança, e é o terceiro goleiro de Tite a errar no segundo semestre. Fluminense quebra a "maldição" da venda do mando de campo nesta Série A

Marcos Paulo Lima
postado em 16/09/2019 00:00
 (foto: Mailson Santana/Fluminense FC
)
(foto: Mailson Santana/Fluminense FC )

Alisson abriu a temporada de falhas dos goleiros da Seleção Brasileira no amistoso do Liverpool contra o Lyon, em julho, na Suíça. Ederson errou no gol da vitória do Peru na terça-feira passada, em Los Angeles. Ontem, Cássio consolidou a fase irregular dos preferidos de Tite depois da Copa América. Protagonista de um dos maiores frangos da história do novo Mané Garrincha, aceitou um chute fraco, de fora da área, do meia Paulo Henrique Ganso, e virou o personagem do triunfo do Fluminense por 1 x 0 pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão. Além dos três pontos e da cota de R$ 800 mil, o tricolor carioca se tornou o primeiro vendedor de mando de campo a triunfar nesta Série A. Vasco (três vezes), Botafogo, CSA e Avaí haviam perdido ou empatado. Sete jogos foram comercializados no turno.

Não é a primeira vez que Ganso faz gol em Cássio do meio da rua. Em 9 de março de 2014, o então jogador do São Paulo acertou belíssimo chute no ângulo do goleiro do Corinthians na vitória tricolor por 3 x 2, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Ao contrário do lance de ontem, Cássio não falhou. O arremate era indefensável. Desta vez, ele poderia até culpar o vergonhoso gramado do estádio mais caro da Copa do Mundo 2014.

Durante a semana, o blog Drible de Corpo do Correio revelou que o GDF informou à Greenleaf, empresa responsável pela manutenção do piso, que não tem mais dinheiro para bancar os serviços. Resultado: Cássio levou uma bolada no aquecimento justamente por causa do péssimo estado do piso e quase ficou fora da partida.

No entanto, a finalização de Ganso foi à meia altura, e o xodó de Fábio Carille e Tite passou vexame. ;Fui fazer o movimento e infelizmente a bola saiu do meu braço. Foi uma falha que não pode acontecer. Mas faz parte do jogo. Temos que ter a cabeça boa para fazer um grande segundo tempo e reverter o resultado;, disse em entrevista à tevê Globo na saída para o intervalo. O goleiro evitou culpar o susto no aquecimento. ;Lógico que tomei a bolada ali, mas não tenho problema (de admitir), foi falha minha, tomei o gol e não tem o que justificar;, acrescentou o ídolo da torcida do Corinthians.

Do outro lado, Ganso comemorava o quinto gol com a camisa do Fluminense. Os outros foram contra Ypiranga-RS, Botafogo, Cruzeiro e Chapecoense. ;Estou jogando mais próximo do gol. Eu acredito que possa criar mais chances. Acho que fui bem no chute, mas o Cássio falhou. Bom para a gente;, tripudiou o camisa 10 tricolor.

Seca

A baixa umidade relativa do ar em Brasília deixou o jogo lento. Houve parada técnica para hidratação. A péssima qualidade do gramado foi compensada por lances de bola aérea. O zagueiro Gil acertou a trave de Muriel numa cabeçada. Nenê assustou em uma cobrança de falta. A bola passou muito perto da meta de Cássio. Nenê desperdiçou outra chance depois de uma trama entre Yony González e o garoto João Pedro. A defesa alvinegra afastou o perigo.

Em vantagem, o Fluminense recuou no segundo tempo à espera do contra-ataque. O Corinthians pressionou o time de Oswaldo de Oliveira até o último minuto, mas não conseguiu arrancar o empate no Mané Garrincha.

O tricolor carioca termina o primeiro turno com 18 pontos, fora da zona de rebaixamento, e empurrou o Cruzeiro para o Z-4. O Corinthians iniciará a segunda metade do campeonato em quinto lugar, com 32. O Fluminense estreia no segundo turno contra o Goiás no próximo domingo, às 19h, no Serra Dourada, em Goiânia. O Corinthians receberá o Bahia no sábado, às 19h, em São Paulo. Antes, encara o Independiente del Valle do Equador pelas semifinais da Sul-Americana.

;Fui fazer o movimento e infelizmente a bola saiu do meu braço. Foi uma falha que não pode acontecer;
Cássio, goleiro do Corinthians

;Estou jogando mais próximo do gol. Fui bem no chute, mas o Cássio falhou. Bom para a gente;
Ganso, meia do Fluminense

FICHA TÉCNICA

Fluminense 1
Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Dodi (Yuri Lima), Allan (Frazan), Ganso (Pablo Dyego e Nenê; João Pedro e Yony González
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Corinthians 0
Cássio; Fágner, Bruno Méndez, Gil e Carlos Augusto; Gabriel (Vágner Love), Júnior Urso (Jadson), Janderson e Mateus Vital; Pedrinho e Gustavo (Boselli)
Técnico: Fábio Carille

Gol: Ganso (Fluminense)
Cartões amarelos: Muriel. Gilberto, Nino e Yuri Lima (Fluminense) / Júnior Urso (Corinthians)
Público: 15.733 pagantes
Renda: R$ 1.444.560
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Memória
Vendas de mando de campo no turno
Jogo Cidade
Vasco 1 x 1 Corinthians Manaus
Botafogo 0 x 1 Palmeiras Brasília
CSA 0 x 2 Flamengo Brasília
Vasco 1 x 4 Flamengo Brasília
Vasco 0 x 0 CSA Cariaciba
Avaí 0 x 3 Flamengo Brasília
Fluminense 1 x 0 Corinthians Brasília


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação