Brasileira ganha prêmio da ONU

Brasileira ganha prêmio da ONU

» Simone Kafruni
postado em 19/09/2019 00:00
 (foto: Facebook/Reprodução)
(foto: Facebook/Reprodução)


A baiana Anna Luisa Beserra, de 21 anos, desenvolveu um dispositivo que purifica água por meio da radiação solar e conquistou o Prêmio Jovens Campeões da Terra, da Organização das Nações Unidas (ONU). É a primeira vez que uma brasileira recebe o prêmio, concedido anualmente a jovens ambientalistas entre 18 e 30 anos, por ideias inovadoras para o futuro do planeta.

A jovem cientista é uma das sete vencedoras, com representantes de África, América do Norte, América Latina e Caribe, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Ocidental. Todos receberão o prêmio durante a Cerimônia dos Campeões da Terra, em Nova York, em 26 de setembro, coincidindo com a reunião da 74; Assembleia Geral da ONU e a Cúpula de Ação Climática. Anna Luisa ficou entre os 35 finalistas globais e concorreu na categoria América Latina e Caribe com outros quatro jovens.

O Aqualuz é um filtro inovador, que purifica a água da chuva coletada por cisternas instaladas em áreas rurais, onde a água filtrada não é acessível. Esta realidade afeta mais de 1 milhão de pessoas no Brasil. A água da cisterna é purificada por meio de raios solares. Um indicador muda de cor quando o recurso está seguro para o consumo. ;Meu propósito é levar o direito básico à água limpa para as comunidades carentes nas áreas rurais;, afirmou Anna Luisa. ;Queremos ajudar a melhorar a vida das pessoas e salvar vidas.;

A invenção é de baixo custo, fácil manutenção e pode durar até 20 anos. Embora tenha sido testado apenas no Brasil, o dispositivo tem potencial para ser aplicado em outros países. O Aqualuz já distribuiu água potável para 265 pessoas e alcançará mais 700 ainda este ano.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação