Alô, roqueiros!

Alô, roqueiros!

Vinícius Veloso*
postado em 21/09/2019 00:00
 (foto: Fernando Rocha/Divulgação)
(foto: Fernando Rocha/Divulgação)


O Distrito Federal ganhou, nos últimos anos, uma complexidade de eventos que tornaram a região em um lugar eclético quando o assunto é música. Entretanto, o título de capital do rock não é uma mera coincidência. O ato de fortalecer e respeitar as origens do estilo faz com que Brasília e as cidades satélites continuem recebendo grandes atrações e revelando novas bandas que cultuam o rock.

Neste fim de semana, o Taguaparque se torna um dos points para os fãs dos sons produzidos pelo clássico trio formado por bateria, guitarra e baixo. O Festival Fim da Linha apresenta, hoje e amanhã, a trilha do rock em Taguatinga com apresentações de bandas autorais do Distrito Federal. Durante os dois dias de evento, grupos reconhecidos nacionalmente, como Uns & Outros (Rio de Janeiro) e Inocentes (São Paulo) realizam shows para o público brasiliense.

Com o punk rock como carro chefe, a banda Inocentes acredita no resgate da essência do estilo com os três acordes como o caminho ideal. ;O punk é aquele som que quando se começa a tocar, você quer cantar, gritar e dançar. Trouxe de volta a simplicidade com as letras mais contestadoras, que fazem as pessoas refletirem mais sobre os acontecimentos;, explica Nonô, baterista da banda Inocentes.

O Festival contará, ainda, com gravações audiovisuais dos shows ao vivo, que posteriormente serão lançadas em um vinil comemorativo com uma música de cada banda integrante.

;Os festivais são essenciais para as bandas de rock nacional. É o momento em que se consegue aglomerar o público. Infelizmente nesse estilo do rock ainda está tudo muito segmentado. É uma oportunidade para que as bandas mostrem o trabalho para um número maior de pessoas e ganhem força. Graças aos festivais que o rock consegue se expressar e ter mais destaque no Brasil;, conta Nonô.

Em Ceilândia, na tradicional Praça do Trabalhador, ocorre a 34; edição do Ferrock Festival. As grandes atrações do evento são a banda de heavy metal Sepultura e o cantor norte-americano Tim ;Ripper; Owens, que foi vocalista da banda Judas Priest nos discos Jugulator (1997) e Demolition (2001). Outro destaque fica por conta do espaço destinado para a Cultura Popular no evento. Provenientes do Distrito Federal, o Trio do Nordeste e a mestra Martinha do Coco realizarão apresentações com o melhor da música regional brasileira.

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira



Festival Fim da Linha ; A Trilha do Rock em Taguatinga
Taguaparque (Estrada Parque Contorno). Hoje, a partir das 16h20. Shows com Cachorro das Cachorras, Baratas de Chernobyl, Brazilian Blues Band, Blue Butterfly e Uns & Outros. Amanhã, a partir das 15h. Shows com Death Slam, Valdez, Marssal, Os Cabelo Duro e Inocentes. Entrada franca. Classificação indicativa livre



34; Festival Ferrock
Praça do Trabalhador (QNM 13, Ceilândia Sul). Hoje, a partir das 10h. Show com as atrações internacionais Sepultura e Tim Ripper, bandas nacionais e locais, cultura popular, brincadeiras e feira otaku. Entrada: 2kg de alimento não perecível. Classificação indicativa livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação