Repercussão entre autoridades

Repercussão entre autoridades

postado em 23/09/2019 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Nas redes sociais, políticos e autoridades lamentaram o assassinato de Kazimierz Wojno e comentaram a sensação de insegurança no DF. O governador Ibaneis Rocha decretou luto oficial de três dias pela morte do religioso e se manifestou sobre o caso do padre, classificado pelo emedebista como ;um homem de paz, amado e admirado por todos;. Para o governador, casos como esse mostram que a violência deixou de ser um problema localizado e se transformou em uma questão nacional.

;Para enfrentá-lo, estou convencido de que precisamos promover uma verdadeira revolução, uma mobilização geral com engajamento de todas as forças de bem de nossa sociedade e da polícia. O combate à criminalidade deve ser encarado como prioridade, daí a necessidade de unirmos forças;, argumentou. ;A sociedade precisa de paz. Não toleraremos que o cidadão ou cidadã se torne refém de criminosos dentro da própria casa;, completou Ibaneis.


O senador Izalci Lucas (PSDB) destacou que o domingo amanheceu mais triste com a morte do religioso. ;É um dia de luto para os cristãos da capital de todos os brasileiros, que chega a níveis alarmantes de violência. Rezemos pela alma do padre Casemiro, de seus familiares e de toda a nossa comunidade. Senhor, tenha misericórdia e piedade de todos nós! Padre Casemiro, que o Senhor o acolha no reino dos céus;, escreveu.

Pelo Twitter, o deputado distrital Leandro Grass (Rede) afirmou que o DF viveu mais um dia triste e violento. ;Torcemos para que a Secretaria de Segurança Pública consiga elucidar o crime. Minha solidariedade à comunidade e aos familiares;, comentou o parlamentar. A distrital Júlia Lucy (Novo) também comentou o caso na rede social.

;Difícil expressar o horror do que aconteceu ontem com o padre Casemiro. Espero que a polícia encontre rapidamente os responsáveis. E que Deus possa confortar todos os seus seguidores;, afirmou a deputada. Pelo Instagram, o deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) lamentou o crime e pediu que os responsáveis sejam punidos rapidamente. ;Casemiro já tinha alertado sobre a insegurança no local, mas, infelizmente, foi vítima da criminalidade;, lembrou. (AP)




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação