Vacinação contra sarampo a partir de segunda-feira

Vacinação contra sarampo a partir de segunda-feira

Matheus Ferrari
postado em 05/10/2019 00:00
 (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil - 18/8/18
)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil - 18/8/18 )
Começa na próxima segunda-feira a campanha nacional de vacinação contra o sarampo. A primeira etapa vai até 25 de outubro e prioriza crianças a partir dos 6 meses de vida a menores de 5 anos. A segunda fase será de 18 a 30 de novembro e terá como foco pessoas com idade entre 20 e 29 anos.

Em entrevista coletiva ontem, na Secretaria de Saúde, o titular da pasta, Osnei Okumoto, informou que 100 mil doses da vacina serão disponibilizadas pelo Ministério da Saúde para a rede pública do DF.

A meta estabelecida pelo governo federal é vacinar 95% do público-alvo. De acordo com o secretário, a cobertura da tríplice viral na capital do país alcançou 86,9% de janeiro a agosto. A campanha tem como objetivo atualizar o cartão de vacina da população com a tríplice viral, que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba.

Segundo Okumoto, 175 casos suspeitos de sarampo foram investigados de janeiro a setembro de 2019 em Brasília: três confirmados, 133 descartados e 39 ainda estão sob investigação. A Secretaria de Saúde afirma que nenhuma morte foi registrada.

A pasta de Saúde esclarece que a campanha é seletiva: somente para quem não tomou a dose da vacina. ;O objetivo é fazer uma busca pelas pessoas que não estão vacinadas. Se uma criança de 6 a 11 meses não é vacinada no calendário de rotina, os pais devem procurar para fazer o que chamamos de dose zero. Se a criança tem mais de 1 ano e já tomou as duas doses da rotina, os pais não precisam se preocupar. Não é uma campanha com dose extra;, afirma Fernanda Ledes, enfermeira da área técnica de imunização da secretaria.

As faixas etárias priorizadas atendem grupos mais vulneráveis ou historicamente mais atingidos pelo sarampo. A expectativa do governo é vacinar 36 mil crianças. ;Elas ainda não foram imunizadas na rotina do calendário. Então, para que a gente evite as complicações, a gente faz a dose zero. Depois disso, os pais ou responsáveis devem levar a criança para tomar a primeira dose, aos 12 meses de idade, e a segunda, aos 15 meses;, explica Fernanda.

Para os adultos, a orientação é levar o cartão de vacina ao posto de saúde. De acordo com a secretaria, muitas pessoas têm dúvidas se já estão imunizadas, e o cartão ajuda a evitar doses desnecessárias.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação