INSS libera segunda parcela do 13º salário a aposentados

INSS libera segunda parcela do 13º salário a aposentados

» André Phelipe*
postado em 26/11/2019 00:00

Começou a ser depositada ontem, pelo Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS), a segunda parcela do décimo terceiro salário. Aposentados, pessoas que recebem pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-reclusão e salário-maternidade terão direito ao pagamento, que pode cair na conta-corrente dos beneficiários até 6 de dezembro.

Quem quiser consultar o valor a receber deve abrir o site Meu INSS, ir na aba ;extrato de pagamento de benefício; e fazer o login para ter acesso ao serviço. Os que recebem até um salário mínimo, que corresponde a R$ 998, terão prioridade. Acima de um salário mínimo, os pagamentos serão feitos a partir de 2 de dezembro. O site traz a tabela com as datas de pagamento, que são escalonadas de acordo com o número do benefício.

Com a chegada da renda extra, boa parte dos aposentados usa o dinheiro em compras. No entanto, embora não haja nada de errado em usar o pagamento para realizar objetivos, como a compra de um novo eletrodoméstico, ou custear uma viagem de fim de ano, especialistas observam que é preciso dar prioridade ao pagamento de dívidas, se houver, e aos gastos que surgem no início do ano.

É o que recomenda o consultor em previdência e presidente do Fundo Paraná, Renato Follador. ;A primeira destinação do 13; tem que ser para pagar dívidas e poupar para as despesas que surgem no início do ano, como IPTU e IPVA. São despesas que vêm sazonalmente, e é preciso estar preparado. Depois que fizer essas coisas, caso sobre, aí, sim, pode-se pensar em viajar, em comprar e outras coisas;, destacou Follador.

Já para Thiago Nigro, educador financeiro, os consumidores devem fazer uma seleção daquilo que é ou não importante para o orçamento. ;O problema é gastar quando não pode. A primeira hierarquia é pagar as dívidas, caso você tenha. A segunda prioridade é formar uma reserva para emergências, depois disso, fazer investimentos, que, quase sempre, trazem bons retornos quando analisados corretamente;, afirma.

Follador observa ainda que os aposentados devem tomar cuidado com as ofertas de crédito consignado dos bancos. ;É preciso ficar muito atento. A minha sugestão é que, antes de tomar novos créditos, sejam quitadas eventuais dívidas. É o melhor negócio que se pode fazer com o 13;. Se sobrar, acho importante pouparem para o ano seguinte;, aponta o consultor.

De acordo com o INSS, não terão direito ao pagamento os que recebem amparo assistencial ao idoso e ao deficiente (BPC-Loas); renda mensal vitalícia (RMV); amparo previdenciário rural; auxílio suplementar por acidente de trabalho; abono de permanência em serviço; pensão decorrente da Síndrome de Talidomida; servidor aposentado pela autarquia empregadora; e salário-família.

* Estagiários sob supervisão de Odail Figueiredo

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação