Tantas palavras

Tantas palavras

Por José Carlos Vieira Esta seção circula de terça a sábado/ cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901
postado em 26/11/2019 00:00
neste país

cada um sonha como pode

(o ar pesado e as águas poluídas não excluem

a possibilidade do sonho)


de olhos fechados e alvéolos abertos

inspiramos todo o ar que conseguimos

(é pouco)

tapamos as narinas e sorvemos a água de rios

no corredor da morte

(são muitos)


sob nossos escombros, fumaça e lama

tentamos dizer Sim ao Brasil

(mas esta palavra

nos queima a boca)

Deborah Dornellas





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação