Tecnologia a favor do melhor piloto

Tecnologia a favor do melhor piloto

DENISE ROTHENBURG Enviada especial
postado em 05/12/2019 00:00
 (foto: Douglas Magno/AFP - 17/11/19
)
(foto: Douglas Magno/AFP - 17/11/19 )



Las Vegas ; Esqueça a previsão do filósofo Yuval Noah Harari de que a Fórmula 1 vai virar uma disputa entre máquinas, colocando o talento do piloto em segundo plano ou mesmo dispensando o condutor. Deixe de lado também as corridas que dão sono, sem as fortes emoções das ultrapassagens. Pelo menos na avaliação de Rob Smedley, consultor oficial da F1, isso não vai acontecer. Smedley, britânico que foi engenheiro de pista do time de Felipe Massa na Ferrari, trabalha na direção oposta ; como tornar a corrida mais emocionante para os fãs. ;O talento do piloto é o foco, e isso ficará mais visível nas corridas de 2021 com o novo carro;, diz Smedley.

Para tornar a F1 mais atraente, ele e a AWS, a provedora oficial de machine learning e cloud da categoria, trabalharam quase dois anos para desenvolver o carro que estará nas pistas em 2021. ;Garanto que, no futuro, vai mudar a forma como consumimos a Fórmula 1;, diz Smedley.

Atualmente, o carro que está atrás, tentando uma ultrapassagem, perde 40% da força. A ideia do novo monoposto é reduzir isso para 7%, aumentando as chances na conquista de posição, valorizando ainda mais a habilidade dos pilotos. Para se chegar a esse resultado, foram necessárias horas de análise de dados armazenados em nuvem, cálculos, testes e toda uma gama de recursos tecnológicos que no futuro próximo estarão nas pistas. A expectativa é de que as mudanças causem deleite a quem tem saudade das audaciosas manobras que marcaram a geração de Ayrton Senna, por exemplo.

Em vez das apostas de Harari, Smedley e os especialistas da AWS acreditam que, em pouco tempo, talvez dois anos, as pessoas poderão escolher, inclusive, de qual carro vão querer assistir a corrida. A ideia é que todos tenham câmeras internas passíveis de acompanhamento por parte dos fãs do esporte. ;A tecnologia vem justamente para ressaltar o talento;, diz Smedley, referindo-se ao único ponto que considera insubstituível.

*A repórter viajou a convite da AWS.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação