Agite!

Agite!

Encontro se dedica também a formação educacional, cultural e social de jovens da cidade

Lucas Batista*
postado em 13/12/2019 00:00
 (foto: Davi Mello/Divulgação)
(foto: Davi Mello/Divulgação)


Cultura
maranhense no Itapoã

O grupo Encanto do Itapoã encerra a temporada de atividades de 2019 em grande estilo. Com show de boi-bumbá, o conjunto promove a festa Morte do Boi, amanhã, a partir das 16h. O evento conta ainda com apresentações de Porta do Mundo, Nani de Menezes, Grupo Sensação, Tambor de Criola Brilho de Santa Luzia, Tambor Lua Nova do Paranoá e o lançamento oficial das composições gravadas da Mestra Eliana Costa, idealizadora do Encanto do Itapoã.

De acordo com a mestra, o grupo surgiu a partir de uma indignação com os altos índices de violência que contrastavam com as poucas manifestações culturais e educacionais na região administrativa. ;Aqui, não tinha escola, segurança, nada. Então, criamos um grupo de alfabetização, de forma voluntária e indo às casas das pessoas. Um dia, queríamos fazer uma festa de comemoração e como a maioria era maranhense, cozinhamos comidas típicas e decidimos fazer apresentações de bumba meu boi;, relembra Eliana.

A festa foi um sucesso e conquistou o público, até se tornar uma tradição. Há 14 anos, são realizadas aulas formativas e artísticas que lutam para fomentar a cultura no Itapoã. Sem um espaço cultural, muitas das aulas são realizadas na própria casa de Eliana, mesmo assim o grupo resiste para continuar com os trabalhos. ;É uma cultura no Itapoã. Não temos uma casa de cultura na cidade. Mas é tudo feito com muito amor, como a gente pode, com carinho e dedicação;.

O tema Morte do Boi celebra o fim das atividades no ano e o início das férias, mas em fevereiro, o boi renasce para o início de um novo ciclo. Além da dança, há também contação de histórias com Zamita Pereira e pintura de rosto para a criançada. ;Tudo que é bom para a nossa cidade, o Encanto de Itapoã está sempre presente, porque queremos que nosso povo viva bem. Nós já moramos na periferia, não temos espaço, então sempre lutamos para conseguir;, reforça a educadora social.

;A festa do boi é para promover essa cultura de paz, criar um elo de amizade entre os vizinhos. Fazemos nossa festa no meio da rua, e isso é muito bom para a cidade. É um espaço de fortalecimento da cultura maranhense no Paranoá. O boi não é só a dança, é o fortalecimento social;, completa Eliana.

*Estagiário sob a supervisão de Igor Slveira


SERVIÇO
Encanto de Itapoã
Casa do Boi (QI. 03, cj. C, cs. 45, Fazendinha). Amanhã, a partir das 16h. Show de bumba meu boi. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação