Uma playlist bem natalina

Uma playlist bem natalina

Para muitas famílias, a trilha sonora está entre os itens essenciais da noite de hoje e é tão importante quanto a ceia e a troca de presentes. Se você concorda, o Correio lhe ajuda na missão de embalar a festa (Não se preocupe. Vamos muito além do Então é Natal%u2026)

» Ronayre Nunes » Lis Cappi* » Thiago Cotrim* * Estagiários sob supervisão de Marina Mercante
postado em 24/12/2019 00:00
 (foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)

As comidas saborosas, a expectativa dos presentes, o reencontro com os familiares, as discussões por política ou futebol: sim, as festividades de Natal chegaram. As características que fazem da época uma data tão especial, no entanto, seriam completamente diferentes sem um bom e sólido embalo musical.

As canções que ditam o ritmo da noite de confraternização de uma forma mais leve e descontraída são vistas por muitos como itens essenciais na programação. É o caso da família Herculano, que não dispensa ter música ao se reunir na noite de Natal.

Leonardo Herculano, 25 anos, conta que as preparações começam de manhã. ;Nos reunimos na casa da minha vó há 30 anos. A noite começa com músicas natalinas de época. Depois, colocamos músicas eletrônica e até sertanejo. Acho interessante porque, desta forma, as crianças da nova geração acabam se identificando mais;, conta.

Ele trabalha com consultorias tributárias na cidade de São Paulo há quatro meses, mas sempre viaja para a casa da avó, na QNN 19 de Ceilândia Norte, durante as festividades. ;Apesar das diferenças e da distância de algumas pessoas da família, essa data não só une como também aumenta o sentimento de pertencimento.;

No lar dos Oliveiras, a parte sonora também é prioridade. O técnico em contabilidade Antônio de Oliveira, 53, conhecido como um dos tios da família, é quem comanda a seleção no jantar de véspera do feriado. Ele tem preferência por canções mais tranquilas e que remetem a esta época. ;Happy Christmas, do John Lennon, e Então é Natal, da Simone, estão sempre na lista. Às vezes, a gente coloca alguma do padre Fábio de Melo. Há alguns anos, um grupo de pagode gravou músicas natalinas, e eu coloquei também, para não ficar na mesmice e não sair do clima;, relata.

Segundo Antônio, na reunião de família, que conta geralmente com 15 pessoas, as músicas fazem parte da festa como se fossem a ceia. A tradição começou há mais de 10 anos, quando a matriarca, Maria, ainda estava presente nas comemorações. ;Quando minha mãe estava viva, a gente colocava muita MPB, e ela sempre pedia músicas alegres;, lembra.

Na pegada mais instrumental, as tardes de Natal do dia 25 na casa de Fábia Paixão, 52, costumam misturar o jazz de artistas como Glenn Miller, em discos de vinil, com música popular brasileira, na própria televisão. A professora de educação infantil destaca que, com a ajuda do som, o momento se torna mais leve e descontraído para a família. ;Eu acho que sempre alegra. Fica uma escolha livre, e aí quem está com vontade de colocar alguma música, vai colocando o que quer. O pessoal fica dançando, brincando. Toma sol, ouve música, é bem legal;, conta.


Para dar play em casa
Ficou animado com as histórias de famílias e quer levar um pouco do ;agito; na ceia deste ano? Para ajudar na missão, o Correio foi atrás de quem entende do assunto para elaborar uma playlist perfeita para receber a família e os amigos nas festividades natalinas.

Fernando Ferreira, 33, mais conhecido como DJ Underluv, discoteca profissionalmente há quatro anos e preparou duas listas de músicas: uma com clássicos atemporais, indicada para pessoas mais experientes que não dispensam a chance de relembrar faixas que marcaram época, e outra para os mais jovens, com hits dançantes e letras mais chicletes.

;A música vai te conectar com aquele momento, faz parte quase de uma experiência de espírito. Em confraternizações, por exemplo, as músicas vão marcar a memória daquela ocasião, que foi vivida com os amigos e familiares;, diz Underluv.

Naturalmente, você pode mesclar as playlists e fazer a festa bem mais animada, afinal, os mais velhos nem sempre preferem os clássicos, e os mais jovens podem adorar uma música de época. Entre as obras de Ed Motta, Stevie Wonder e Frank Sinatra, passando por Bruno Mars, Mark Ronson e The Black Eyed Peas, a regra é apenas uma: se divertir.

Escolha a sua playlist (ou mescle as duas)

Clássica

Linus & Lucy (Wynton Marsalis Septet)
Jingle bell rock (Bobby Helms)
It;s the most wonderful time of the year (Andy Williams)
Jingle bells (Michael Bublé & The Puppini Sisters)
Parc (Anomalie)
I;m beginning to see the light (John Pizzarelli)
Sweetest Berry (Ed Motta)
Liquid sunshine (John Cameron)
Rockin; around the Christmas tree (Brenda Lee)
Master Blaster (Stevie Wonder)
Ring-a-ding-ding (Frank Sinatra)
It;s Christmas (Jamie Cullum)
Contemporânea

8 days of Christmas (Destiny;s child)
Love never felt so good (Michael Jackson & Justin Timberlake)
Uptown funk (Mark Ronson & Bruno Mars)
Mistletoe (Justin Bieber)
Need to know (Otis Junior & Dr. Dundiff)
Beautiful losers (Hocus Pocus & Alice Russell)
Seven Days in sunny june (Jamiroquai)
Lifes gets better (Ed Solo & Skool of Thought & Darrison)
I;m good (GRiZ)
83 (John Mayer)
Union (The Black Eyed Peas)
Christmas rappin; (Kurtis Blow)



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação