Delícias de verão

Delícias de verão

Brasiliense se dedica à produção de gelados e transforma pequena paleteria em uma fábrica de sorvetes com mais de 200 pontos de distribuição

postado em 05/01/2020 00:00
 (foto: Comunicação/Divulgação)
(foto: Comunicação/Divulgação)


Perfeccionista, Camila Amaral sempre entra de cabeça em tudo o que faz. Como tantos jovens brasilienses, formou-se em direito e planejava fazer um concurso público. Enquanto estudava, trabalhava na empresa da família: uma oficina elétrica. Foi quando, em 2014, o noivo e dois amigos tiveram a ideia de abrir um negócio próprio.

Conversa vai, pesquisa vem, decidiram montar uma paleteria ; na época, os picolés recheados eram febre na cidade. E mais: Camila, que já gostava de se arriscar na cozinha e nas sobremesas, ficaria responsável pela produção dos gelados. Para tanto, a jovem, hoje com 31 anos, foi a São Paulo fazer um curso de paleteiro. ;Voltei sem aprender quase nada;, diverte-se. ;O curso não era o que esperava.;

Mesmo assim, com um tanto de intuição e muita dedicação, começou a criar, por conta própria, as paletas. Em maio de 2015, os sócios chegaram à conclusão de que estavam prontos para abrir as portas da La Bamba, uma pequena loja em Taguatinga. Com o início da produção a todo vapor, a brasiliense sentiu a necessidade de fazer mais cursos ; não só de paletas, mas de gelados em geral. E foi se especializando. ;A concorrência era grande e sabíamos que tínhamos que ter um diferencial;, conta.

O sucesso foi tanto que, poucos meses depois, a La Bamba já estava distribuindo seus produtos para outros pontos de venda. Com o fim da moda das paletas e sabendo que tinham um ótimo produto em mãos, Camila e o noivo decidiram, em 2016, expandir o negócio: passaram a produzir também sorvetes, do tipo ice cream, e picolés. Todas as receitas eram ; e são ; desenvolvidas pela jovem. ;Eu passava o dia na empresa dos meus pais e, à noite, ia à sorveteria. Virava a noite na produção.;

A distribuição passou a ser maior que a venda na loja e o casal, desfeita a sociedade com os amigos, decidiu investir numa pequena fábrica. Os dois compraram equipamentos mais modernos e potentes e começaram a produzir em larga escala. ;No início, tínhamos apenas uma pasteurizadora de 40 litros e uma picoleteira que fazia 52 picolés por vez. Hoje, conseguimos produzir 3 mil picolés e paletas por hora;, exemplifica. A loja de Taguatinga fechou em 2017 e o casal se concentrou na produção.

Criações
Para chegar aos 11 sabores de paletas, 10 de picolés e quatro de sorvetes hoje comercializados pela La Bamba, foram muitos experimentos, alguns erros e muitos acertos. Camila conta que a sua paleta preferida, a de Ninho trufado, no início, quase fracassou. ;Eu não entendia por que a de Ninho com Nutela, que era bem mais comum e tinha em todos os lugares, saía tanto, e a de Ninho trufado, não;, lembra.

Depois de quebrar muito a cabeça, veio a solução: ;A paleta era toda branca, o chocolate vinha apenas no recheio. Daí, decidi decorá-la com listras de chocolate também por fora. Como nossa embalagem é transparente, só essa pequena mudança fez toda a diferença. Hoje, é o meu carro-chefe;, conta.

Detalhe: as listras são feitas manualmente, ou seja, apesar de a produção da La Bamba ser em larga escala, ela também tem um quê de artesanal. ;Eu mesma faço o caramelo, o brownie, o brigadeiro, tudo com produtos de excelente qualidade, como creme de leite fresco, Ninho de verdade e chocolate belga.;

A La Bamba conta, atualmente, com mais de 200 pontos de distribuição, sem falar no serviço personalizado. Chefs da cidade costumam pedir a Camila que crie sorvetes de sabores específicos para harmonizar com alguns pratos deles. ;Eu já fiz sorvete de parmesão, de tomate, de wasabi, de pesto, só para citar alguns;, enumera.

Recentemente, a sorveteria fechou parceria com três conhecidas marcas brasilienses para criar linhas de sorvete específicas: American Cookies, Churros do Tio e Brigadeirando. Neste verão, lançará três picolés pra lá de refrescantes: pink lemonade, maçã verde com melão e açaí com paçoca. Tudo com o solo de qualidade de Camila. Para deixar os dias quentes mais amenos!

Serviço
La Bamba Sorvetes Especiais
Instagram: @labamba.sorvetes
WhatsApp: (61) 99401-1854


Entendendo as diferenças
Camila Amaral explica a diferença entre o ice cream, aqueles sorvetes vendidos em potes, no estilo americano, e os gelatos italianos, armazenados em grandes baldes e servidos em bolas no balcão da própria sorveteria. A primeira delas é o tempo de durabilidade. Enquanto o gelato tem apenas uns três dias de validade, o ice cream vence em até um ano. Isso porque, entre outras características, o gelato mantém um alto teor de açúcar (aproximadamente 17%) e baixa gordura (de 4% a 7%). No caso do ice cream, ocorre o contrário: o índice de açúcar não ultrapassa os 8%, mas o de gordura fica entre 12% e 16%.





Receita

Grand Gateau

Ingredientes

* 150g de chocolate meio amargo picado
* 100g de manteiga
* 2 ovos
* 1 gema
* 2 colheres (sopa) de açúcar
* 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
* 1 picolé ou sorvete La Bamba
* Castanhas picadas para decorar

Modo de preparar
* Coloque o chocolate e a manteiga em uma tigela ou na própria caneca. Derreta mexendo a cada 30 segundos no micro-ondas. Adicione os ovos, as gemas e misture com uma colher ou batedor manual. Acrescente o açúcar e a farinha peneirados e misture delicadamente até incorporar. Coloque em um recipiente com 400ml e leve novamente ao micro-ondas por 40 segundos. A massa deve ficar semicrua. Se ainda estiver totalmente líquida, volte ao micro-ondas por mais alguns segundos. Retire e mergulhe o sorvete. Regue com a calda e decore com biscoitos e castanhas.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação