Secretário Wajngarten nega irregularidades

Secretário Wajngarten nega irregularidades

» INGRID SOARES
postado em 16/01/2020 00:00
 (foto: Alan Santos/PR - 18/12/19)
(foto: Alan Santos/PR - 18/12/19)


O chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Fabio Wajngarten, se pronunciou, ontem, sobre a reportagem da Folha de S. Paulo que o acusa de receber dinheiro de emissoras de tevê e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, por ministérios e por estatais do governo. O repasse ocorreria, sendo a denúncia, por meio de empresa da qual ele é sócio, a FW Comunicação e Marketing,

Durante o discurso transmitido pela TV Brasil, Wajngarten explicou a criação da empresa e declarou que a reportagem é fantasiosa. Segundo ele, enquanto o presidente Jair Bolsonaro o quiser no cargo ;continuará enfrentando grupos monopolistas e poderosos;.

O chefe da comunicação presidencial disse ainda que não tem ;absolutamente nada a esconder; e que, ao ser nomeado ao cargo, saiu do quadro da empresa. Irritado, afirmou, ainda, que ;se determinados grupos de comunicação ou institutos de pesquisa tinham nele a tentativa de construção de uma ponte de diálogo, essa ponte foi explodida hoje (ontem);.

Segundo o jornal O Globo, houve uma reunião no meio da tarde entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. O presidente se colocou do lado do secretário, assim como Ramos, que por meio das redes sociais, afirmou: ;A matéria da Folha de S. Paulo sobre o secretário Fabio Wajngarten é mais uma dessas maldades que se faz contra homens públicos. Fabio é um homem sério, honesto e dedicado ao governo ao país. Confio no trabalho dele;, escreveu o ministro. Mais cedo, ao ser questionado sobre o caso na saída do Ministério de Minas e Energia, Bolsonaro encerrou a entrevista.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou pelas redes sociais que pedirá a convocação de Wajngarten para depor na Comissão de Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) do Senado e que apresentará uma notícia-crime junto à Procuradoria-Geral da República (PGR).



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação