Chuva mata pelo menos 30 em MG

Chuva mata pelo menos 30 em MG

No Espírito Santo, duas crianças morreram. Governo Federal decreta estado de calamidade em quatro municípios capixabas. Ministro Gustavo Canuto sobrevoa hoje as áreas mais atingidas nos dois estados

postado em 26/01/2020 00:00
 (foto: Tulio Santos/Estado de Minas)
(foto: Tulio Santos/Estado de Minas)

A Defesa Civil de Minas Gerais confirmou que chega a 30 o número de mortos após as chuvas que atingiram o estado desde sexta-feira. Também foram confirmadas sete pessoas feridas e 17 desaparecidas. Foi decretada situação de emergência em Belo Horizonte e Contagem. Ao todo, 2.620 pessoas estão desalojadas e 911, desabrigadas. Os números dizem respeito às ocorrências finalizadas até as 18h deste sábado.

Na Grande BH, o dia foi marcado pelo resgate de seis corpos na capital e um em Contagem, na Grande BH. No caso de Belo Horizonte, houve óbitos em soterramentos na Vila Bernadete, no Barreiro, e no Bairro Jardim Alvorada, na Região Noroeste, onde três crianças e dois adultos morreram depois que barracões deslizaram, por volta das 20h de sexta, embora ainda não constasse no boletim da Cedec. Já no Barreiro, dois corpos, ambos do sexo masculino, foram resgatados. Outras cinco pessoas estão desaparecidas e os trabalhos foram encerrados no início da noite de ontem. Voluntários, além de vários órgãos municipais e estaduais, estão ajudando na limpeza das regiões atingidas pela chuva e também com doações.

No sul do Espírito Santo, 12 cidades estão em alerta. Há previsão de chuva forte de até 60 milímetros em várias regiões. O governo estadual informou que o número de desalojados passou para 3 678; e os desabrigados já somam 149. O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, viaja hoje para as áreas mais afetadas pelas chuvas em Minas Gerais e no Espírito Santo. A programação indica que, às 10h, ele vai aos municípios mineiros e, às 14h, às localidades no estado capixaba. Além de se reunir com as equipes locais da Defesa Civil, o ministro vai sobrevoar as regiões atingidas. O governo federal reconheceu de forma sumária (quando o quadro é tão crítico que a própria União toma a iniciativa de agir) situação de calamidade pública em quatro municípios do Espírito Santo: Iconha, Vargem Alta, Rio Novo do Sul e Alfredo Chaves.

A viagem foi organizada após a confirmação de que duas crianças morreram soterradas na madrugada de ontem no Espírito Santo. Lucas Almeida Zucon, de 11 anos, morreu enquanto dormia no quarto da sua casa, na cidade de Conceição do Castelo. O local foi atingido pela enxurrada de água e lama. Os pais estavam no quarto ao lado. Quando acordaram, o menino já estava sem vida. "A família estava dormindo e só percebeu hoje de manhã. Eles não ouviram nenhum barulho e, quando foram ver a criança, ela já estava em óbito", disse o prefeito de Conceição do Castelo, Christiano Spadetto (MDB).

Outro garoto morreu soterrado em Iúna, na região do Caparaó, após o desabamento de uma residência. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a ocorrência foi na localidade do Córrego dos Pilões. O menino, de 10 anos, era portador de deficiência. Os bombeiros e a Defesa Civil foram acionados, mas o acesso ao local dificultou o socorro. Ainda na cidade, no distrito de Perdição, policiais tiveram ajuda da população durante resgate de várias pessoas em uma rua que se transformou em rio. Em um vídeo, é possível ver moradores quase sendo levados pela enxurrada.

Tempo ruim
A chuva vai continuar nos próximos dias na região central de Minas Gerais, segundo previsão do Climatempo. Apesar de o tempo continuar chuvoso, o volume das precipitações deverá diminuir até o próximo domingo. O céu segue encoberto com chuvas e rajadas de vento ocasionais a qualquer hora do dia. Para a terça-feira, a previsão é de que haverá sol com muitas nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite, o que também deverá ocorrer na quarta-feira. A temperatura prevista é de 20 a 28 graus para os dois dias.

Na quinta-feira, os termômetros podem marcar a maior temperatura da semana e chegar a 30 graus. O sol aparecerá pela manhã, com aumento gradativo de nuvens durante o dia. Deverá chover à tarde e à noite. Na sexta-feira, sol o dia todo, com o céu limpo. A previsão para a noite é que o tempo estará aberto, ainda sem nuvens. A chuva deverá voltar no próximo fim de semana, com pancadas sempre à tarde e à noite, tanto no sábado quanto no domingo. (Ivan Drummond)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação