Visto, lido e ouvido

Visto, lido e ouvido

Desde 1960

Circe Cunha (interina) circecunha.df@dabr.com.br
postado em 26/01/2020 00:00
Perda Total

Apostar nos resultados futuros das urnas é sempre um palpite arriscado e tem desmerecido a credibilidade de muitos indivíduos, sejam eles analistas políticos, institutos de pesquisa ou mesmo videntes e outros iniciados nas artes da adivinhação. As decepções experimentadas pela população com a representação política, com os partidos e principalmente com o baixo nível da classe atual, preocupada apenas em tirar proveito próprio do mandato, têm sido expressas nas urnas de forma surpreendente.

O povo, de uma forma geral, tem votado contra o que acredita ser a tendência apontada pelos especialistas, mesmo os mais experientes. Vive-se uma tal decepção com a representação política, não só no Brasil, mas em boa parte do mundo Ocidental, que não seria exagero afirmar que o atual modelo de democracia, principalmente onde os políticos possuem blindagem contra erros e falcatruas, que um novo figurino de representação passou a ser exigido para se moldar a um novo século.

Não se sabe ainda o que poderá emergir de reformas do tipo política, mas seguramente, não será do agrado popular, caso essas mudanças venham a partir de um projeto confeccionado pelos atuais políticos. As mudanças exigidas pelo avanço natural da sociedade, suas necessidades, reforçadas ainda com advento das redes sociais e outras evoluções, não combinam mais com a velha política, com os currais eleitorais, com a corrupção e outras mazelas e subprodutos desse tipo de representação do passado.

Apenas à guisa de exemplo, tomando os atuais partidos políticos nacionais como antimodelo de um novo tempo que anseia por se instalar na vida do País, é preciso colocar a questão da seguinte forma:

Como desligar os atuais partidos de um passado nebuloso, sem afastar dessas siglas as atuais lideranças e todos aqueles que ostentam uma longa ficha de cometimento de crimes de toda a ordem. Outra questão é como compatibilizar uma representação moderna e enxuta com as dezenas de legendas atuais, todas direcionadas apenas para as benesses do sistema político. Digam o que quiser, mas é preciso reconhecer, logo de saída, que ,com o atual modelo, não iremos longe. De fato, seguiremos às voltas com um passado de que queremos distância.


A frase que foi pronunciada:

;Uma mentira pode viajar pela metade do
mundo enquanto a verdade
coloca seus sapatos.;

Mark Twain,
escritor e humorista norte-americano


Muda já
; Chegou o momento de os pais se reunirem para compartilhar informações sobre a compra de material escolar; Facebook, Instagram, Pinterest ou qualquer aplicativo que possa baratear a aquisição dos produtos.

Mudou
; Desde o início de janeiro que a compra em Freeshop é de mil dólares.

Urbanidade
; Aconteceu no Bradesco da 504 Sul, perto do Cartório do 2; Ofício de Registro Civil. Uma Fiorino guiada por um jovem foi estacionada displicentemente ocupando duas vagas. Nossos leitores estão atentos. Veja a imagem no blog do Ari Cunha.

Inexplicável
; Pode ser picuinha. Mas a verdade é que quem gerar o boleto de pagamento do Nubank e tentar pagar antes do vencimento pelo BB, o calendário do Banco do Brasil é irredutível. Não aceita o pagamento antecipado da fatura.

Negócios
; Diplomacia e Agronegócio estão mais juntos do que nunca. Time de adidos agrícolas foi formado pela Escola Superior de Guerra. A área de promoção comercial é fundamental para a extensão dos negócios brasileiros. O setor agropecuário do Brasil exportou aproximadamente U$ 97 bilhões.

Retorno
; Quando há vontade política e o dinheiro do cidadão cobrado em impostos volta em serviço, é possível ter uma piscina olímpica oceânica como a de Bondi Beach, na Austrália. Veja o filmete no blog do Ari Cunha.

Enquanto isso...
; Parece inacreditável o depoimento da professora de Ceilândia, Maria de Lourdes Dannetti, rememorando a imagem de um adolescente arrancando a folha de caderno para fazer um cone e encher de comida oferecida na hora do lanche para levar para os irmãos, em casa.


História de Brasília
Lamentável a omissão da prefeitura na decoração da cidade para a temporada do Natal. (Publicado em 14/12/1961)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação