Contato com cenário devastador

Contato com cenário devastador

postado em 31/01/2020 00:00
A ida de Jair Bolsonaro a Minas serviu para que ele visse o estado calamitoso de alguns municípios da Região Metropolitana de BH. Ele sobrevoou de helicóptero, por aproximadamente uma hora, Raposos, Ibirité, Contagem, Betim, Sabará e BH. No retorno, o presidente se reuniu com políticos, ministros e outras autoridades estaduais e municipais para definir ações sobre as chuvas, que atingem fortemente o estado desde a última semana.

Prefeitos de seis cidades mineiras ; Alexandre Kalil, Belo Horizonte; Vittório Mediolli, Betim; Alex de Freitas, Contagem; William Parreira, Ibirité; Vitor Penido, Nova Lima; e Wander Borges, Sabará ;, além do governador Romeu Zema, participaram do encontro. Deputados mineiros e representantes de autoridades municipais e estaduais também estiveram presentes.

As chuvas provocaram 55 mortes em Minas, desde a última semana. Segundo a Defesa Civil Estadual, mais de 100 municípios no estado tiveram situação de emergência decretada em decorrência dos estragos e do mau planejamento urbano. Nada menos que 53 mil pessoas estão fora da suas casas ;44.929 desalojadas e 8.259 desabrigadas no estado. Outras 65 ficaram feridas por causa das enchentes.

Fizeram parte da comitiva presidencial os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Gustavo Canuto, (Desenvolvimento Regional), Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), Osmar Terra (Cidadania), Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). (MM)

53 mil
pessoas aproximadamente estão fora das suas casas, de acordo com a Defesa Civil de Minas. Mais de 40 mil estão desalojadas e pouco mais de 8 mil desabrigadas

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação