Despedida com chuva de gols

Despedida com chuva de gols

Em noite de gramado molhado, Gama empata por 3 x 3 com o Brasil de Pelotas e, logo na estreia, dá adeus ao torneio nacional

MARIANA FRAGA* gABRIEL ESCOBAR* JOÃO ROMARIZ*
postado em 13/02/2020 00:00
 (foto: Gabriel Mesquita/Gama
)
(foto: Gabriel Mesquita/Gama )



O Gama empatou por 3 x 3 com o Brasil de Pelotas e foi eliminado da Copa do Brasil. Mesmo com a festa da torcida e dois jogadores adversários expulsos, a equipe alviverde falhou defensivamente, saiu atrás no placar e buscou o empate três vezes, ontem à noite, no Estádio Bezerrão. De acordo com o regulamento do torneio, a igualdade no placar favorece os visitantes.

Antes de começar o jogo, os gamenses festejavam no entorno do estádio. Afinal, fazia quatro anos que o time não disputava uma competição nacional. A chuva forte na região parecia não incomodar os torcedores alviverdes.

Nos dois primeiros minutos de jogo, o Periquito foi para cima e finalizou duas vezes. Mas, aos oito, após um cruzamento na área, Gabriel Poveda mandou a bola para o fundo das redes de Rodrigo Calaça. Aos 12, em cobrança de falta do Gama, Bruno Santos cometeu infração na área, e o árbitro José Washington da Silva assinalou pênalti. Com frieza, o veterano Nunes empatou o duelo.

Aos 29, Emerson fez falta na grande área e mais uma penalidade foi marcada, mas para o Brasil de Pelotas. O goleiro verde foi para o lado errado, e Wellington Simião colocou o time gaúcho mais uma vez em vantagem no placar. A resposta dos donos da casa veio logo em seguida, com um bonito gol. Tarta cobrou escanteio para Luquinhas marcar de letra. A etapa foi equilibrada, mas o Gama mostrava maior entrosamento e teve mais chances de finalizar.

Os 45 minutos finais do jogo eram decisivos. Apenas a vitória interessava aos donos da casa, e o Periquito foi para cima. Para conter o volume ofensivo alviverde, o Brasil de Pelotas apelou para as faltas. Aos 14 minutos, Cristian levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Mesmo com um jogador a menos, a equipe do Rio Grande do Sul deu a reposta dois minutos depois. Após falha da defesa gamense, Gabriel Poveda saiu em velocidade e marcou o segundo gol no jogo.

Ao canto de ;eu acredito;, os torcedores alviverdes clamaram pela reação. O Gama dominou a área de defesa do Brasil de Pelotas e tentou marcar na finalização de Esquerdinha e na cabeçada de Nunes, mas o gol não saiu. Aos 40, Tarta lançou para Michel Platini, que, de cabeça, mandou para o gol. O goleiro Matheus tocou a bola, mas a deixou escapar para o fundo das redes. O gol levantou a torcida, que entoou o mantra ;eu acredito;, mais uma vez. No entanto, mesmo com a expulsão de Nathan e a chuva de lançamentos na área, o Periquito não conseguiu conquistar a vitória e foi eliminado da Copa do Brasil.

*Estagiários sob a supervisão de Fernando Brito




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação