Ibaneis decreta ponto facultativo no GDF

Ibaneis decreta ponto facultativo no GDF

Medida definida pelo governador Ibaneis Rocha valerá de hoje a domingo, mas pode ser prorrogada ou antecipada. Ao menos três integrantes do Executivo testaram positivo para a doença. Câmara Legislativa toma a mesma decisão

Ana Maria Campos
postado em 18/03/2020 00:00
 (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press - 12/1/19
)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press - 12/1/19 )


O governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou, na noite de ontem, ponto facultativo para os servidores do GDF. A medida valerá de hoje a domingo. O retorno está previsto para a segunda-feira, mas a decisão pode ser revista, com antecipação ou prorrogação.

De acordo com Ibaneis, a medida tem por objetivo evitar possíveis infecções pela Covid-19. ;Não quero colocar ninguém em risco;, afirmou. Pelo menos três integrantes do governo testaram positivo para coronavírus, depois de viagens internacionais ou por contato com pessoas que viajaram ao exterior. Desses, um é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, um da Terracap e um do Zoológico.

O decreto direciona-se para a esfera administrativa pública direta e indireta do DF: ;Ficam estabelecidos como ponto facultativo no âmbito da administração pública direta e indireta do Distrito Federal, em virtude da pandemia do novo coronavírus, os dias 18, 19 e 20 de março de 2020;, informa o texto. A decisão, porém, não se aplica às áreas de saúde, segurança, vigilância sanitária, comunicação e órgãos de fiscalização do consumidor.

Um decreto publicado na tarde de ontem também autoriza a dispensa de servidores do GDF que integram grupo de risco para a Covid-19. Servidores com mais de 60 anos, pessoas imunossuprimidas (que têm uma doença imunológica), gestantes e aqueles com familiares sob suspeita ou diagnosticados pela Covid-19 foram liberados para trabalharem em suas residências. Funcionários que apresentem sintomas característicos da doença, como tosse seca, dificuldade para respirar e dor de garganta também devem aderir ao teletrabalho. As medidas valem para funcionários concursados ou sem vínculo, apenas comissionados.

Câmara Legislativa
O presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), decidiu seguir a iniciativa do governador e também decretou ponto facultativo para os servidores da Casa até domingo. A medida foi tomada como forma de evitar a infecção pelo novo coronavírus. Ao Correio, Prudente disse que alguns setores da Câmara, como a área de tecnologia da informação, vão continuar funcionando remotamente.

Com um novo sistema de votação, semelhante ao do Senado, Prudente e os demais membros da Mesa Diretora estudam uma forma de manter também as votações a distância, como anunciou ontem Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado. ;Esperamos ser pioneiros em termos de votações remotas, como o Senado;, disse.

Infectados
O Distrito Federal tem 26 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. De domingo até ontem, o número quase dobrou ; eram 14 testes positivos. O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, foi exonerado do cargo na segunda-feira pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). No lugar dele, assumiu o presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Francisco de Araújo Filho. O ato foi publicado em edição extraordinária. Francisco foi nomeado como interino, mas deve ser efetivado em breve.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação