Transporte rodoviário quer ajuda

Transporte rodoviário quer ajuda

postado em 18/03/2020 00:00
Depois que as companhias aéreas pediram socorro, ontem foi a vez de o setor de transporte rodoviário alertar para um possível colapso com queda na demanda. A Associação Nacional das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros (Anatrip) informou que, sem apoio do governo federal e dos governos estaduais, o serviço público de transporte coletivo rodoviário de passageiros poderá entrar em colapso em até 90 dias. Por conta da pandemia do coronavírus, a redução na demanda de passageiros é estimada em 60%. O setor de cargas, fundamental para o abastecimento, anunciou medidas de precaução para garantir a continuidade do serviço.

Para a preservação das empresas e garantia da continuidade dos serviços, a Anatrip propõe a suspensão por seis meses da cobrança de PIS/Cofins e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), incidente nos combustíveis, no âmbito federal, e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), tanto o que incide sobre o óleo diesel, quanto o que é cobrado dos passageiros, no âmbito estadual. A entidade também pede a desoneração da folha de pagamento, a fim de preservar empregos. A Anatrip calculou que, caso as empresas não resistam à crise, 100 mil empregos diretos e 400 mil indiretos serão atingidos, pois a demanda de passageiros já caiu aproximadamente 60%.

Já a NTC, associação das transportadoras de carga, tomou medidas internas para evitar a disseminação do vírus. Reuniões e eventos estão suspensos e devem ser evitadas aglomerações no interior dos estabelecimentos. (SK)





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação