Objetos também precisam de higienização

Objetos também precisam de higienização

Caroline Cintra
postado em 18/03/2020 00:00
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

Conforme orientação do Ministério da Saúde, durante a pandemia de coronavírus, a prática de higienização constante das mãos é essencial. Porém, a desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência também é indispensável. Utensílios como celulares, computadores, maçanetas, corrimãos, entre outros, que fazem parte do dia a dia da maioria dos cidadãos, precisam ser limpos constantemente.


O infectologista Leandro Machado explica que a transmissão do coronavírus é similar a uma gripe comum, e o compartilhamento de objetos facilita a propagação. ;Por isso, a orientação para a internação domiciliar é o paciente ficar isolado e não compartilhar nada;, alerta. Um dos exemplos usados pelo especialista é o celular. ;Uma pessoa coça o nariz e pega o aparelho: as gotículas já ficam ali. Depois, entrega o objeto para uma criança ou para o avô. Sem higienizar, pode transmitir o vírus. A higienização é uma medida que deve ser realizada e está como etiqueta nesse novo contexto de infecção;, afirma o especialista.


Em caso de artigos pessoais, o álcool em gel é o grande aliado. Na limpeza da casa e de superfícies, o ideal é usar água sanitária. Segundo o infectologista, há outros produtos preventivos, no entanto, são de uso exclusivo dos hospitais, para a higienização de camas, mesas e instrumentos. ;Os (produtos) que temos disponíveis são eficientes no combate à doença. O ideal é a pessoa limpar os objetos, principalmente os pessoais, toda vez que lavar as mãos;, orienta Leandro.


Antes da confirmação dos primeiros casos de coronavírus no Distrito Federal, a coach vocacional Katharina Araújo, 36 anos, tomou providências para impedir a chegada da doença. No início de fevereiro, ela comprou quatro galões de 5 litros de álcool em gel e distribuiu para a família. Ela lembra que chegou a ser chamada de alienada por alguns parentes. ;Ficaram zoando de mim por ter feito isso, mas, desde o início dos casos no mundo, percebi que seria algo sério. Hoje, tem álcool em gel na casa de todos os familiares;, disse.


Pais de uma bebê de 3 meses, Katharina e o marido, Alexis Carvazal, 29, mantêm rotina de limpeza em casa. Além de higienizar os objetos pessoais, o casal limpa os brinquedos da criança com álcool em gel. Os tecidos para troca de fraldas são lavados com água quente. ;A gente adquiriu esse hábito, porque achamos importante. Tem gente que está sem aula, achando que está de férias, mas não é assim. É algo real, que precisa de atenção;, explica.


No grupo de risco, a aposentada Maria Helena Alves, 71, também toma cuidados especiais em casa. Ao receber o Correio, na Asa Norte, ela limpou as maçanetas da porta de entrada. ;Não estou assustada, mas precavida. Há uma semana, não saio de casa, a pedido dos meus filhos e netos. Eles que fazem as minhas compras. Eu faço a minha parte e sigo as orientações;, revela.

Cuidados pessoais
Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos ; dedos, unhas, punho, palma e dorso ; com água e sabão e, de preferência, usar toalhas de papel para secá-las. O uso de lenço descartável para o nariz é outro cuidado importante. Ao tossir ou espirrar, deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço grosso ou na cova ; parte de dentro ; do cotovelo.
As máscaras faciais descartáveis precisam ser usadas por profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães que estão amamentando e pessoas diagnosticadas com o coronavírus. Aqueles que apresentam os sintomas e tiveram contato com pessoas que estavam fora do país também devem se proteger com o utensílio.


O Ministério da Saúde orienta que a lavagem de roupas pessoais e de cama de pessoas infectadas sejam feitas à parte. Caso não haja a possibilidade de fazer a higienização das peças imediatamente, a recomendação é de que sejam guardadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavá-las.

Higienização

Água com sabão
; Para higiene das mãos.
Lavar bem os dedos, as unhas,
a palma, o punho e o dorso.

Álcool em gel ou álcool 70%
; Para desinfetar objetos pessoais, como celular, telefones, computadores, brinquedos infantis, garrafinhas, maçanetas, teclados, cadeiras, entre outros.
Água sanitária
(quatro colheres de chá,
o equivalente a 20ml por litro de água)

; Para limpeza doméstica e superfícies.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação