Certames suspensos

Certames suspensos

Aumenta a tensão de concurseiros durante a pandemia à medida que provas são adiadas ou passam a ter data em aberto. No DF, três importantes seleções foram afetadas

» Wanessa Alves*
postado em 29/03/2020 00:00
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)

A pandemia de coronavírus afetou todas as áreas da vida, e os concursos não ficaram de fora. Seguindo recomendações de órgãos de saúde a fim de evitar aglomerações e a propagação do vírus, órgãos e bancas em todo o país anunciaram suspensão ou adiamento dos cronogramas devido à doença. No Distrito Federal (DF), três concursos muito aguardados se enquadraram na medida: Procuradoria Geral do Distrito Federal (PGDF), Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). É natural que concurseiros se frustrem com a situação ; afinal, muitos esperavam por esses editais há anos.


A opção ao desânimo é ;ver o copo meio cheio; e perceber que, por mais aborrecedora que seja a situação, ela traz mais tempo de preparação. Os estudos precisam, claro, passar por adaptações, mas o ideal é não interromper o ritmo. Aulas em cursinhos foram suspensas, há bibliotecas fechadas, e muita gente passou a trabalhar em home office. É hora de aproveitar o benefício ; o período de reclusão em casa, organizar os conteúdos a serem estudados e continuar aprendendo. Assim, quando a maré de alterações causadas pela Covid-19 passar, você estará pronto e afiado para os concursos em que estava interessado.


No DF, o governador Ibaneis Rocha (MDB) suspendeu eventos com aglomeração de pessoas por meio do Decreto n; 40.519, publicado em 11 de março no Diário Oficial do Distrito Federal. A medida começou valendo cinco dias e, depois, foi prorrogada por mais 15. Com isso, certames que estavam com provas marcadas para março tiveram de ser adiados, caso do da PCDF, que seria no dia 15; e da PGDF, que seria no dia 22.


No caso do TCDF, com exames agendados para maio e junho, a instituição se adiantou para prevenir problemas. O adiamento desses concursos, ainda que necessário, afeta o cronograma de bancas organizadoras de concursos e, principalmente, a vida e estudantes que estão há meses se preparando. Isabelle Ribeiro, 25 anos, está inscrita no concurso da PGDF.


Quando soube da suspensão da prova do PCDF, a concurseira já tinha ficado preocupada, pensando se sua prova também tinha risco de ser suspensa. ;Já estava no período de revisão do conteúdo quando saiu a notícia do adiamento;, conta. Ela mora em João Pessoa, e uma das primeiras preocupações foi com relação ao voo comprado para fazer a prova desde janeiro.
Felizmente, ela conseguiu o direito de remarcar a passagem e aguarda a nova data do concurso para reagendar a viagem. ;A companhia aérea entendeu a situação. Tenho o prazo de um ano para usar o bilhete;, explica, aliviada. Isabelle Ribeiro é formada em direito e pós-graduada em gestão pública. Ela é servidora pública da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) de João Pessoa, mas sonha com uma vaga na PGDF.


Mesmo com a suspensão, a concurseira mantém uma rotina de estudos de cerca três horas e meia por dia. Isabelle Ribeiro está tentando se manter calma e busca encarar este momento como uma oportunidade para se preparar mais. ;Vou revisar tudo, focar alguns pontos em que estou mais fraca com base em resolução de questões e ver o que posso melhorar até a remarcação da prova.;

Frustração
O estudante Flávio Bomfim, 22, estava se preparando para o concurso de escrivão da Polícia Civil do Distrito Federal há um ano. Quando soube da suspensão do exame, acabou se chateando. ;Eu fiquei bem frustrado, algumas pessoas acharam bom porque é mais tempo para estudar, mas eu não fiquei feliz. Queria ter feito a prova;, admite. Flávio é enfermeiro e tem estudado para concursos militares.


Além do concurso da PCDF, ele também estava inscrito no processo seletivo da PGDF, apesar de o foco na área militar ser maior. Antes de ter as aulas do curso preparatório suspensas por causa da epidemia do coronavírus, o brasiliense dedicava todas as horas do dia aos estudos. Agora, o desafio é manter a rotina em casa. ;Vou tentar continuar estudando do mesmo jeito, o que não é tão fácil;, pondera.

Mantenha o foco na nova rotina

Professores de cursos preparatório para concurso também tiveram que readaptar o esquema de aulas perante à nova situação. ;Muitos já tinham um cronograma de atualização de matérias, revisões, exercícios e tira-dúvidas. Muitas dessas atividades mudaram para evitar contato com outras pessoas;, observa Eduardo Cambuy, servidor público do Superior Tribunal de Justiça (STJ), professor de língua portuguesa e coach do Gran Cursos Online.


O professor Eduardo Cambuy recomenda que os alunos se cuidem e utilizem o período de distanciamento social para manter o foco e aproveitar as horas de estudos. ;Dá para fechar matérias que você ainda não terminou, ciclos de revisão e simulados para se manter no ritmo;, orienta. Ele aconselha que os estudantes cuidem também da saúde porque passar na exame é importante, mas mais importante é estar bem para conseguir realizar o sonho da aprovação.


A psicóloga clínica e neuropsicóloga Juliana Gebrim recomenda o uso deste momento para revisar conteúdos e também ficar de olho nas emoções que situações como a atual podem causar. Tudo isso, apesar de negativo, pode servir para ensinar que ;existem casos de força maior, e nós não temos controle dessas questões;. Durante esse período de distanciamento social e quarentena, as pessoas devem tomar cuidado para não se isolarem sentimentalmente. As redes sociais são aliadas para esta perto dos outros, mesmo que longe. ;A gente deve manter o contato afetivo com as pessoas;, alerta a psicóloga.

Cronogramas em aberto
Ainda não há previsão para que as novas datas dos exames suspensos sejam divulgados. Em nota enviada à reportagem, a assessoria de comunicação da Procuradoria Geral do Distrito Federal avisa que não há decisão sobre novas datas. A PCDF também não informou novo período de provas: comunicado da Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal diz que ;o novo cronograma será divulgado oportunamente;. O TCDF suspendeu seus dois concursos (para auditor de controle externo e procurador do Ministério Público junto ao tribunal) na última terça-feira (24).


Em nota enviada à reportagem, a assessoria de comunicação do TCDF esclarece que os certames estão suspensos por tempo indeterminado e que as etapas já feitas pelos participantes estão mantidas. A Adasa (Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal) informa que, pelo menos por enquanto, o cronograma de seu concurso seguirá normalmente. As inscrições começarão em 9 de

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação