Resposta à covid é um desastre, diz Obama

Resposta à covid é um desastre, diz Obama

Em conversa telefônica com colaboradores de seu governo, ex-presidente faz duras críticas à forma que seu sucessor gerencia o combate à pandemia. E pede apoio a Biden

postado em 10/05/2020 00:00
 (foto: Jim Watson/AFP - 10/11/16)
(foto: Jim Watson/AFP - 10/11/16)


Em uma conversa telefônica com ex-conselheiros, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama condenou veementemente a gestão de seu sucessor, Donald Trump, no combate à covid-19. Para o democrata, a forma como o republicano enfrenta a pandemia tem sido ;um desastre caótico absoluto;. Foram as mais explícitas críticas feitas por Obama ao governo do republicano, destacou a imprensa norte-americana.

A conversa, a qual o site Yahoo News teve acesso, ocorreu na noite de sexta-feira e durou cerca de meia hora. No diálogo, Obama mencionou a resposta à crise da saúde para se referir à necessidade de escolher bons líderes. O ex-presidente pediu aos ex-colaboradores que se envolvam na campanha de Joe Biden, seu ex-vice e virtual rival de Trump nas eleições de novembro.

;As próximas eleições, em todos os níveis, são muito importantes porque não enfrentaremos apenas um indivíduo ou um partido político;, disse Obama, segundo declarações divulgadas por vários meios de comunicação. Na avaliação do ex-presidente, o verdadeiro adversário são ;tendências de longo prazo;, como ;ser tribal, ser dividido, ver os outros como inimigos;.

Ainda muito popular entre os democratas, Obama já havia sugerido que o bilionário republicano havia ;descartado avisos; sobre os riscos de uma pandemia. Os detratores de Trump acusam o presidente de ter minimizado a ameaça primeiro e depois de dar instruções contraditórias e confusas, entre pedidos de cautela e pressa de reativar a economia.

Durante a ligação telefônica, Obama também se referiu à controversa decisão do Departamento de Justiça de encerrar o caso contra Michael Flynn, ex-consultor de Trump processado por mentir sobre seus contatos com um diplomata russo. ;Não há precedente que possa ser encontrado para uma pessoa acusada de perjúrio se safar;, afirmou, acrescentando: ;Esse é o tipo de coisa com que você começa a se preocupar com o fato de que nosso entendimento básico, não apenas normas institucionais, mas nosso entendimento básico do estado de direito está em risco;.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação