Vestidas de mãe

Vestidas de mãe

Quatro profissionais da moda inspiraram-se em personagens da ficção para criar uma produção única

Por Manuela Ferraz*
postado em 10/05/2020 00:00
 (foto: Arquivo Pessoal
)
(foto: Arquivo Pessoal )
Não é raro escutarmos que a ficção se mistura com a realidade, ainda mais quando nos deparamos com personagens tão impactantes, que conseguem transmitir uma mensagem, ensinar algo, ou aqueles que nos identificamos tanto a ponto de nos enxergarmos em sua história.

As mães das telinhas são parte desses personagens marcantes e têm o grande papel de emocionar os telespectadores com seu amor inesgotável pelos filhos e determinação. Por várias vezes, elas também são fontes de inspiração no que diz respeito ao estilo e composições que vestem.

Neste dia das mães, convidamos quatro profissionais da moda do cenário brasiliense para compartilharem conosco uma mamãe da ficção que gostem e uma produção inspirada nessa personagem ; sem deixar de lado, claro, o estilo próprio de cada uma. Confira!

*Estagiária sob supervisão de Taís Braga


Valéria Lessa + Dona Hermínia

Dona Hermínia é uma das grandes mães produzidas pelo cinema nacional. Também com personalidade forte, daquelas que não levam desaforo para casa, a mãe de Marcelina, Juliano e Garib faz de tudo para defender os filhos -; e arranca boas risadas dos telespectadores da trilogia Minha mãe é uma peça.

Não por acaso, essa personagem foi a escolha da consultora de moda e imagem Valéria Lessa, 36, para inspiração. Assim como Hermínia, ela é mãe ; do Miguel Jorge, 9, e da Maria Cecília, 4 ; e se identifica em alguns pontos com a protagonista da trama.

Entre os principais atributos da personagem, Valéria destaca: ;O fato de ela representar a mulher brasileira em aspectos como força de vontade e dedicação aos filhos. A Dona Hermínia é uma mulher criativa e acredito que há muito dela em mim nesse sentido;.

Se as personalidades têm atributos similares, os estilos mostram-se um pouco diferentes. Valéria explica que as roupas da protagonista imprimem uma imagem específica. ;Ela é uma mulher de estilo conservador, mas que se mantém atual nos detalhes que escolhe vestir;.

Lessa propôs-se ao desafio de adaptar as composições de Dona Hermínia à sua identidade sem tirar as marcas registradas da personagem, como: cores vibrantes, decote em V, cintura marcada e os comprimentos midi dos vestidos e saias ; ela até lembrou dos famosos bobies de cabelo.

Assim como a protagonista do filme, todas têm uma identidade de estilo própria e, para Valéria, compreender isso é um grande passo. ;Trabalho nas redes sociais propondo às mulheres que descubram seu estilo próprio e aprofundem o conhecimento sobre como a roupa pode ser um fator importante para se sentir bem e com a autoestima nas alturas;, esclarece.


Kelly Coimbra Rochelle Rock

A personalidade forte de Rochelle Rock divertiu e inspirou muitos brasileiros. Mãe de três no seriado Todo mundo odeia o Chris (2005-2009), a personagem passou a ser conhecida pela determinação e por suas falas sem rodeios.

Porém, a influenciadora Kelly Coimbra, 34, explica que basta assistir a alguns episódios para perceber outras características de Rock. ;Trata-se de uma mãe carinhosa e atenta às necessidades dos filhos. A série retrata muitas dificuldades, como financeira, o preconceito, falta de emprego, briga de gangues e outras coisas que cercam a periferia. Rochelle não mede esforços para cuidar do bem-estar da família e dos filhos, sendo uma mãe, por vezes, até feroz e barraqueira;.

Não se identificar com alguns traços de Rochelle é quase impossível, ainda mais para quem tem filhos, como Coimbra, que é mãe de Ana Júlia, 6, e Arthur, 11, e preza pela segurança, saúde e felicidade deles.

O estilo da personagem é recheado de estamparias coloridas, tendência da época e peças retrôs. ;Como a série se passa na década de 1980, ela usa o estilo típico da época: lenços no cabelo, roupas estampadas, calças mom jeans, chapéus extravagantes;, explica.

Com algumas mudanças para atender a seu gosto pessoal e tornar o look mais atual, como a adição de uma camisa de modelagem moderna e o ponto de cor que fica por conta do lenço no cabelo, Kelly criou a perfeita releitura de Rochelle Rock para o ano de 2020.

Além de moda, ela dialoga sobre outros tópicos com as mulheres nas redes sociais e busca empoderá-las. ;Adoro falar sobre questões relacionadas ao empoderamento da mulher. Tenho um Instagram voltado para o público feminino, trazendo dicas incríveis de cuidados com o cabelo, maquiagem. Sou uma verdadeira camaleoa, adoro mudar de visual e contagiar meus seguidores;, conclui Kelly.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação