Ibaneis Rocha visita obras de UPAs

Ibaneis Rocha visita obras de UPAs

postado em 24/05/2020 00:00
 (foto: Renato Alves/CB/D.A Press)
(foto: Renato Alves/CB/D.A Press)


Mesmo durante a quarentena, algumas obras continuam no Distrito Federal. Na manhã de ontem, o governador Ibaneis Rocha (MDB) visitou algumas delas, como as construções das novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Com investimento de aproximadamente R$ 28,5 milhões, mais R$ 7 milhões para aquisição de equipamentos e mobiliário, o chefe do Buriti afirmou que a entrega das sete unidades deve acontecer até dezembro deste ano. ;Estamos vivendo este momento de pandemia, mas as obras do DF não param;, disse.

;Anunciamos, no ano passado, a construção de mais sete UPAs no DF. Conseguimos concluir a licitação, superando todas as etapas de forma legal, e temos as obras em andamento;, destacou Ibaneis. Iniciadas há cerca de um mês, atualmente, estão 9% concluídas. ;Foram feitas a terraplanagem, drenagem e concluídas todas as fundações. Hoje, estamos no status de blocos de fundação e vigas para começar a subir as paredes;, afirmou Frederico Lara, gerente dessas obras.

As UPAs estão sendo erguidas em Brazlândia, Paranoá, Gama, Riacho Fundo 2, Vicente Pires, Planaltina e Ceilândia, que terá sua segunda unidade. A expectativa é de que, após concluídos, cada um desses centros de saúde possa atender a cerca de 4,5 mil pacientes por mês. A área total de cada instalação é de 1,2 mil metros quadrados, e a estrutura contará com 42 leitos de observação, 14 de emergência e sete de isolamento. O atendimento será feito por cinco médicos, que irão se revezar em turnos de dois a três profissionais pelo dia e pela noite.

De acordo com o presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), Sérgio Costa, a escolha dos locais ocorreu após processo de planejamento considerando a densidade populacional e as áreas de vazio assistencial. ;É uma porta de entrada de urgência e emergência onde ocorre o acolhimento; a classificação de risco; e, dependendo das condições do paciente, a internação hospitalar ou abordagens e assistências necessárias; e, posteriormente, a alta.;(MM)


Rodovias
O governador também acompanhou o andamento das obras na DF-001, no trecho de 15km que fará a ligação entre Brazlândia e o Colorado. Para a primeira etapa, havia sido autorizada a construção de 8km da rodovia. Ontem, Ibaneis autorizou os 7km restantes do percurso. Até o momento, 3km estão asfaltados, 3km têm base pronta, e os operários trabalham no trevo de acesso à DF-220. ;Mais dois meses de obra, e a gente conclui tudo;, garantiu Fauzi Nacfur Junior, diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens (DER-DF).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação