Tantas Palavras

Tantas Palavras

Por José Carlos Vieira
postado em 30/05/2020 00:00

Mulheres, crianças, homens
saltam, gritam no leito seco do
rio ; como se houvesse água
transparente, cristalina.

Enxergam a água
que, disseram a eles, está ali.

Cortam os pés
; o doce que vem no
ar é do sangue.

Latas, garrafas,
palavras:
o lixo nos regenera.

Alberto Bresciani

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação