Paulista

O futuro é agora

São Paulo elimina o Corinthians e reencontra o Palmeiras na final do estadual. Juventude tricolor prevalece sobre o experiente, mas lento e impreciso time alvinegro. Federação definirá nos próximos dias as datas da decisão

Correio Braziliense
postado em 28/03/2022 00:01
 (crédito: Paulo Pinto / saopaulofc.net)
(crédito: Paulo Pinto / saopaulofc.net)

São Paulo e Palmeiras farão a final do Campeonato Paulista pelo segundo ano consecutivo. O time tricolor conseguiu a vaga na decisão ao superar o Corinthians por 2 x 1, ontem, no Morumbi. Os jovens oriundos de Cotia foram fundamentais para o triunfo sobre o experiente, mas lento e muitas vezes inócuo time treinado pelo português Vítor Pereira. O time de Rogério Ceni busca o 23º título do torneio, do qual é o atual campeão.

As datas e horários das finais do Paulistão ainda serão divulgadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O primeiro jogo será no Morumbi, provavelmente na quarta-feira, e o segundo ainda não tem local definido.

Agressivo e intenso em boa parte do jogo, o São Paulo, com seus garotos em grande forma, provou que se tornou um time competitivo, ao contrário do Corinthians, uma reunião de jogadores talentosos, mas que não formam, ao menos por enquanto, uma equipe coesa e equilibrada. É muito dependente de Róger Guedes e de lampejos de criatividade de Renato Augusto, o que reforça que o treinador português tem um grande desafio no comando alvinegro.

São Paulo e Corinthians fizeram um clássico morno no primeiro tempo, com equilíbrio até os 30 minutos. As marcações vinham levando vantagem sobre os ataques, pouco inspirados. Vitor Pereira apostou em Giuliano como titular, abriu Willian pela direita e posicionou Renato Augusto mais avançado, como um falso 9.

A lesão de Fagner, no início, atrapalhou os planos do treinador português, que viu o rival ser superior nos 15 minutos finais da etapa inicial. O Corinthians só assustou com Róger Guedes, em chute potente de fora da área defendido por Jandrei.

Resposta

O São Paulo respondeu: Rodrigo Nestor encontrou Welington livre na esquerda da grande área. O jovem lateral teve tempo para dominar e colocar a bola no ângulo esquerdo de Cássio. Golaço que inflamou o Morumbi aos 41 minutos.

No segundo tempo, o Corinthians seguiu com dificuldades para criar e, ao sair para buscar o empate no placar, passou a dar mais espaços ao São Paulo. Os comandados de Rogério Ceni aproveitaram uma dessas brechas em bonita trama coletiva. Nestor achou Calleri, que tocou para o meio, onde Alisson estava. Ele finalizou de primeira, rasteiro. No fim, o centroavante Jô fez renascer a esperança alvinegra ao aproveitar falha feia de Jandrei. Mas era tarde para uma reação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE