Esperança

Putin: Rússia desenvolveu a ''primeira'' vacina contra o coronavírus

Segundo o presidente russo, a vacina é ''bastante eficaz'' e tem ação ''duradoura''

Correio Braziliense
postado em 11/08/2020 06:47 / atualizado em 11/08/2020 06:47
Putin afirmou que a filha dele teria participado dos testes da vacina, que deve ser distribuída a partir de janeiro -  (foto: Alexei Druzhinin/AFP)
Putin afirmou que a filha dele teria participado dos testes da vacina, que deve ser distribuída a partir de janeiro - (foto: Alexei Druzhinin/AFP)

A Rússia desenvolveu a "primeira" vacina contra o coronavírus, que provoca uma "imunidade duradoura", declarou nesta terça-feira (11/8) o presidente Vladimir Putin durante uma videoconferência com integrantes do governo exibida pela televisão.

"Esta manhã, pela primeira vez no mundo, foi registrada uma vacina contra o novo coronavírus", disse Putin. "Sei que é bastante eficaz, que dá uma imunidade duradoura", completou.

Nas semanas prévias ao anúncio, cientistas estrangeiros expressaram preocupação com a rapidez da criação de uma vacina deste tipo, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu respeito às diretrizes estabelecidas e que a Rússia seguisse "todos os estágios" necessários para desenvolver uma vacina segura.

Putin afirmou, inclusive, que uma de suas filhas foi inoculada com a vacina.

"Uma das minhas filhas tomou esta vacina. Acho que ela participou nos experimentos", disse Putin, segundo a agência Interfax, antes de acrescentar que ela teve um pouco de febre e "nada mais".

A vacina será distribuída em 1 de janeiro de 2021, de acordo com o registro nacional de medicamentos do ministério da Saúde, consultado pelas agências de notícias russas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação