Junta militar no Mali anuncia que vai instaurar um presidente de transição

Segundo o porta-voz da junta que derrubou Ibrahim Keita, o presidente de transição pode ser 'civil ou militar'

Agência France-Presse
postado em 20/08/2020 15:41 / atualizado em 20/08/2020 15:47
Vice-presidente do CNSP (Comitê Nacional de Saúde Pública) Coronel Malick Diaw (E) usando uma máscara facial fala no Ministério da Defesa do Mali durante uma reunião com políticos do Mali, em Bamako, em 20 de agosto de 2020. -  (foto: MALIK KONATE / AFP)
Vice-presidente do CNSP (Comitê Nacional de Saúde Pública) Coronel Malick Diaw (E) usando uma máscara facial fala no Ministério da Defesa do Mali durante uma reunião com políticos do Mali, em Bamako, em 20 de agosto de 2020. - (foto: MALIK KONATE / AFP)

A junta que na terça-feira derrubou o presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, vai instaurar "um presidente de transição", que será "um civil ou um militar", afirmou seu porta-voz nesta quinta-feira (20/8).

"Vamos estabelecer um conselho de transição com um presidente de transição que será um militar ou um civil. Estamos em contato com a sociedade civil, os partidos de oposição, a maioria, todo o mundo, para tentar instaurar a transição", afirmou coronel major Ismael Wagué em uma entrevista à televisão France24.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação