Presidente da Costa do Marfim investe candidatura para terceiro mandato

Eleito em 2010 e reeleito em 2015, o chefe de Estado de 78 anos havia inicialmente anunciado em março sua intenção de não se candidata

Agência France-Presse
postado em 22/08/2020 11:28 / atualizado em 22/08/2020 11:28
 (foto: ISSOUF SANOGO / AFP)
(foto: ISSOUF SANOGO / AFP)

Abidjan, Costa do Marfim - O presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, se candidatou oficialmente neste sábado (22) para um terceiro mandato nas eleições presidenciais de outubro, apesar de a oposição considerar essa candidatura contrária à Constituição.

"Você está indicado neste 22 de agosto como candidato do RHDP à eleição presidencial de 31 de outubro de 2020", declarou Henriette Diabaté, primeira vice-presidente do partido no poder, dirigindo-se a Ouattara, que estava ao seu lado, diante de milhares de apoiadores reunidos no estádio Houphouët-Boigny.

Eleito em 2010 e reeleito em 2015, o chefe de Estado de 78 anos havia inicialmente anunciado em março sua intenção de não se candidatar, e que em seu lugar iria seu primeiro-ministro, Amadou Gon Coulibaly.

Mas ele morreu subitamente aos 61 anos em 8 de julho, por causa de um infarto. Isso fez Ouattara revisar seus planos e a anunciar que se apresentaria para um terceiro mandato.

A Constituição da Costa do Marfim limita o número de mandatos presidenciais para dois. Mas, segundo a interpretação das autoridades, a adoção de uma nova lei fundamental em 2016 zerou a contagem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação