Partido Conservador do Canadá começa eleições para novo líder

Quatro candidatos lutam para substituir Andrew Scheer, o líder conservador que não conseguiu derrubar Trudeau nas eleições de 2019

Agência France-Presse
postado em 23/08/2020 12:13
 (foto: CHRIS WATTIE/AFP)
(foto: CHRIS WATTIE/AFP)

Ottawa, Canadá - Menos de um ano depois de seu fracasso eleitoral, o Partido Conservador do Canadá elegeu neste domingo (23) seu novo líder, que liderará a oposição a Justin Trudeau, ameaçado com uma eleição antecipada após um novo escândalo em seu governo.

Quatro candidatos lutam para substituir Andrew Scheer, o líder conservador que não conseguiu derrubar Trudeau nas eleições de 2019, apesar de sua estrela ter perdido o brilho. Trata-se de dois ex-ministros, um adventista do sétimo dia e uma outsider que procura ser a primeira mulher negra a liderar um partido federal no Canadá.

A pandemia de coronavírus, no entanto, tornou um desafio a eleição interna do Partido Conservador, impedindo seu desenvolvimento normal, enquanto os canadenses mostraram pouco interesse em uma votação por correio que substituiu o espetáculo de uma convenção com balões e serpentinas.

Peter MacKay, 54, que trabalhou como ministro das Relações Exteriores, Defesa e Justiça no governo conservador entre 2006 e 2015, busca um retorno triunfal na política após uma pausa de cinco anos e aparece como favorito.

Enfrenta o grande desafio do ex-piloto da Força Aérea e ex-ministro dos Assuntos de Veteranos Erin O'Toole, de 47 anos, que já se candidatou duas vezes ao cargo.

Ambos proclamam a necessidade de que o Partido Conservador aumente seu atrativo para captar eleitores progressistas, com uma abordagem no emprego e na economia, mas também com um plano contra a mudança climática, algo que os partidos conservadores não oferecem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação