Vandalismo

Mais de 150 pessoas são detidas em confrontos em Paris após derrota do PSG

Depois do jogo da noite de domingo, em que o Bayern de Munique venceu por 1 a 0, ocorreram incidentes perto do estádio do PSG e na avenida Champs-Elysées

Agência France-Presse
postado em 24/08/2020 12:45 / atualizado em 24/08/2020 12:46
Bombeiros apagam um carro em chamas perto da Champs-Elysees em Paris em 23 de agosto de 2020, quando os torcedores do PSG se reúnem após a final da Liga dos Campeões da UEFA entre o Paris Saint-Germain e o Bayern de Munique, no estádio Luz, em Lisboa. -  (foto: Sameer Al-DOUMY / AFP)
Bombeiros apagam um carro em chamas perto da Champs-Elysees em Paris em 23 de agosto de 2020, quando os torcedores do PSG se reúnem após a final da Liga dos Campeões da UEFA entre o Paris Saint-Germain e o Bayern de Munique, no estádio Luz, em Lisboa. - (foto: Sameer Al-DOUMY / AFP)

Mais de 150 pessoas foram presas em Paris em meio aos atos de vandalismo após a derrota do Paris Saint-Germain para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões, anunciou nesta segunda-feira o Ministério Público da capital francesa.

Depois do jogo da noite de domingo, em que os bávaros venceram por 1 a 0, ocorreram incidentes perto do estádio do PSG e na avenida Champs-Elysées, local onde os franceses costumam se reunir para comemorar vitórias esportivas.

No total, 151 pessoas estão detidas, incluindo 49 menores, detalhou a procuradoria parisiense.

Os atos de vandalismo relatados pelas autoridades incluem a queima de veículos e depredação de cerca de dez estabelecimentos comerciais.

Além disso, 16 policiais ficaram feridos durante os incidentes.

Quase 5 mil pessoas puderam entrar no Parque dos Príncipes, estádio do PSG, para acompanhar em telões a final da Liga dos Campeões que foi disputada em Lisboa.

A polícia anunciou no Twitter que precisou dispersar uma centena de pessoas concentradas perto do complexo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação