Sarampo

Congo anuncia fim da epidemia de sarampo que matou 7 mil crianças em 2 anos

O ministro da Saúde afirmou que a vacinação das crianças deve prosseguir para evitar novos focos

Agência France-Presse
postado em 25/08/2020 11:45
 (foto: ARSENE MPIANA / AFP)
(foto: ARSENE MPIANA / AFP)

O ministro da Saúde anunciou nesta terça-feira em Kinshasa o fim de uma severa epidemia de sarampo que matou 7 mil crianças com menos de cinco anos na República Democrática do Congo (RDC) em 25 meses.

"Há um mês podemos afirmar que esta epidemia foi eliminada em todo nosso território (...) Podemos dizer que o sarampo não existe mais na RDC", declarou o ministro Eteni Longondo em uma entrevista coletiva.

"A epidemia avançava sigilosa, mas era a mais sangrenta. Levou 7 mil de nossas crianças", disse Eteni.

O ministro afirmou que a vacinação das crianças deve prosseguir para evitar novos focos.

Os primeiros casos de sarampo foram registrados em julho de 2018. Em janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que havia contabilizado "mais de 335.413 casos suspeitos e 6.362 mortes".

Os habitantes da RDC também lutam atualmente contra o novo coronavírus, que provocou 251 mortes e infectou quase 10 mil pessoas, o cólera e um foco de ebola, que desde junho matou ao menos 43 pessoas no noroeste do país, de acordo com dados oficiais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação