Furacão

Tempestade Laura se transforma em furacão no Golfo do México

A previsão é que Laura se "fortaleça significativamente" antes de chegar, amanhã, à costa do sudoeste de Louisiana e de parte do Texas

Agência France-Presse
postado em 25/08/2020 13:03 / atualizado em 25/08/2020 13:05
Este satélite RAMMB / NOAA mostra o furacão Laura movendo-se para noroeste no Golfo do México em direção à Louisiana às 13:00 UTC de 25 de agosto de 2020. -  (foto: Folheto / RAMMB / NOAA / NESDIS / AFP)
Este satélite RAMMB / NOAA mostra o furacão Laura movendo-se para noroeste no Golfo do México em direção à Louisiana às 13:00 UTC de 25 de agosto de 2020. - (foto: Folheto / RAMMB / NOAA / NESDIS / AFP)

A tempestade Laura se converteu em furacão no Golfo do México, nesta terça-feira (25/8), com ventos de 120 km/h que ameaçam a costa americana - anunciou o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês).

A previsão é que Laura se "fortaleça significativamente" antes de chegar, amanhã, à costa do sudoeste de Louisiana e de parte do Texas, relatou o NHC.

"Laura se tornou um furacão com ventos máximos sustentados de 120 km/h, com rajadas mais fortes", observou o NHC no boletim das 12h GMT (9h em Brasília).

"Um fortalecimento significativo está previsto para as próximas 48 horas, e se espera que Laura seja um grande furacão mais forte quando atingir a costa", acrescentou.

O governador de Louisiana, John Bel Edwards, disse no Twitter que a expectativa é que Laura "chegue ao continente pelo menos como um furacão de categoria 3".

"Estejam preparados, tenham o que precisam e acompanhem as notícias locais para se manterem informados", acrescentou Bel Edwards em seu alerta à população.

O ciclone passou por Cuba na segunda-feira, onde provocou chuvas intensas e ondas fortes. Antes disso, atravessou a ilha La Hispaniola, compartilhada pelo Haiti e pela República Dominicana, deixando um rastro de pelo menos 24 mortos.

Laura se desloca a cerca de 28 km/h, saindo de Cuba e entrando no Golfo do México. Segue para perto da "costa superior do Texas e do sudoeste da Louisiana na noite de quarta-feira". Na sequência, deve se mover para o interior dessa área na quinta-feira.

A temporada de furacões no Atlântico, que vai de 1º de junho a 30 de novembro, pode ser especialmente severa este ano. O Centro Nacional de Furacões espera 25 depressões, sendo Laura a 12ª.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação