Mistério

Cratera misteriosa aparece na Rússia e intriga internautas: mísseis ou OVNIs?

O imenso buraco surgiu na região do Ártico. Fenômeno das "crateras misteriosas" se repete há seis anos

Correio Braziliense
postado em 31/08/2020 19:26 / atualizado em 31/08/2020 19:28
Cratera de 50 metros de profundidade surge na Rússia -  (foto: Vesti Yamal TV/Reprodução)
Cratera de 50 metros de profundidade surge na Rússia - (foto: Vesti Yamal TV/Reprodução)

O fenômeno das "crateras misteriosas" há cerca de seis anos provoca uma série de questionamentos na Rússia. E a mais recente foi descoberta por uma equipe de reportagem da emissora russa Vesti Yamal TV. O grupo se dirigia a outro local quando avistou o imenso buraco que, segundo cientistas, tem 50m de profundidade.

Nas redes sociais, internautas levantam várias hipóteses. Há quem diga que as perfurações são produto de algum OVNI. As teorias chegam até a possíveis testes secretos de mísseis. Esta é a 17ª cratera que surgiu na região nos últimos anos.

O que dizem os especialistas

A cratera surgiu depois de uma grande explosão durante um verão excessivamente quente para os padrões da tundra russa. E, por isso, dizem os cientistas, blocos de solo e gelo foram lançados a centenas de metros do epicentro da explosão.

Acredita-se que o gás foi liberado naturalmente do solo que há milhares de anos encontra-se congelado e que, por causa da onda de calor na região, está começando a descongelar.

O cientista Evgeny Chuvilin, pesquisador do Instituto de Ciência e Tecnologia Skolkovo, disse à imprensa russa que a nova cratera é "impressionante em tamanho e grandeza". "A cratera surgiu de forças colossais da natureza", comentou ele.

Já o professor Vasily Bogoyavlensky, do Instituto Russo de Pesquisa de Petróleo e Gás em Moscou, disse à emissora que o enorme buraco é incomum. "Ele contém muitas informações científicas, que ainda não estou pronto para divulgar", completou.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação