Irã

Reservas de urânio do Irã estão dez vezes acima do limite do acordo de 2015

Teerã tem reservas de 2.105,4 kg de urânio enriquecido, enquanto o acordo que firmou com as grandes potências em 2015 permite armazenar somente o equivalente a 202,8 kg

Agência France-Presse
postado em 04/09/2020 13:21 / atualizado em 04/09/2020 13:25
O presidente Hassan Rouhani se reunindo com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Teerã. -  (foto: Folheto / Presidência Iraniana / AFP)
O presidente Hassan Rouhani se reunindo com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Teerã. - (foto: Folheto / Presidência Iraniana / AFP)

O Irã já ultrapassou dez vezes o limite estabelecido no acordo nuclear de 2015 para seu armazenamento de urânio enriquecido - informou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) nesta sexta-feira (4/9).

Teerã tem reservas de 2.105,4 kg de urânio enriquecido, enquanto o acordo que firmou com as grandes potências em 2015 permite armazenar somente o equivalente a 202,8 kg, detalhou a AIEA em um relatório consultado pela AFP.

A organização da ONU também anunciou que seus inspetores visitaram um dos dois locais do programa nuclear de Teerã que estavam pendentes. O pedido de acesso a essas unidades vem sendo feito há meses.

Os inspetores que visitaram o sítio nuclear iraniano puderam coletar amostras, que serão analisadas, explicou a AIEA.

A organização "fará uma visita ao segundo local especificado posteriormente, em uma data já acordada com o Irã", acrescentou.

O Irã autorizou o acesso a estas visitas, após uma viagem do diretor-geral da AIEA, o argentino Rafael Mariano Grossi, a Teerã, na semana passada.

No início do ano, o governo iraniano havia negado tal acesso e, em junho, a AIEA renovou sua solicitação, dando-lhe um caráter de urgência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação