Inovação

Tóquio testa banheiros públicos transparentes

Os banheiros experimentais foram encomendados pela Nippon Foundation, uma organização não governamental japonesa, com o objetivo de reinventar os locais públicos da capital

Agência France-Presse
postado em 10/09/2020 09:43
 (foto: Philip FONG / AFP)
(foto: Philip FONG / AFP)

A prefeitura de Tóquio instalou em um parque banheiros públicos limpos, espaçosos e completamente transparentes. Mas, felizmente, as paredes ficam opacas quando a porta é fechada.

Quando não estão em uso, os três blocos de sanitários são translúcidos, com vidro rosa para as mulheres, roxo para os homens e amarelo nos banheiros acessíveis para todos, também equipados para atender pais e mães com bebês.

As paredes permanecem transparentes graças a uma corrente de energia elétrica.

Fechar a porta corta a corrente e as paredes se tornam opacas, protegendo a intimidade dos usuários, inclusive em caso de falha elétrica.

Os banheiros experimentais foram encomendados pela Nippon Foundation, uma organização não governamental japonesa, com o objetivo de reinventar os locais públicos da capital.

Estas unidades transparentes, situadas em um parque do bairro moderno de Shibuya, na capital nipônica, foram criadas pelo famoso arquiteto japonês Shigeru Ban, que deseja resolver dois problemas recorrentes dos banheiros públicos.

"Tornar os banheiros transparentes tranquiliza as pessoas sobre sua limpeza, mas também em termos de segurança porque é possível comprovar que não há ninguém escondido", declarou à AFP Kana Saji, porta-voz da Nippon Foundation.

Os moradores do bairro parecem apreciar a iniciativa. "Os banheiros públicos costumam ser escuros e sujos, então o aspecto limpo deste parece muito agradável", disse Rie Maeda, de 41 anos.

Dezesseis arquitetos trabalham em banheiros inovadores que devem ser instalados em todo o distrito de Shibuya até o verão de 2021, incluindo os renomados Tadao Ando e Kengo Kuma.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação