Covid-19

Costa Rica abre-se a mais turistas americanos em momento crítico de pandemia

A Costa Rica exige dos turistas estrangeiros um teste negativo para coronavírus e um seguro de viagem que tenha a cobertura de pandemias

Agência France-Presse
postado em 10/09/2020 20:17
 (foto: Anthony Kwan / POOL / AFP)
(foto: Anthony Kwan / POOL / AFP)

San José, Costa Rica - A Costa Rica anunciou nesta quinta-feira (10) que receberá turistas de oito estados dos Estados Unidos, continuando assim a reabertura progressiva de suas fronteiras, em um esforço para reativar o setor turístico, ao mesmo tempo em que o país centro-americano vive o ápice de casos da Covid-19.

A partir de 15 de setembro, visitantes dos estados de Washington, Oregon, Wyoming, Arizona, Novo México, Michigan e Rhode Island poderão entrar na Costa Rica. A partir de 1º de outubro os turistas poderão entrar através da Califórnia, informou o Ministro do Turismo, Gustavo Segura, em entrevista coletiva.

Segura indicou que a reabertura é uma forma de "contribuir para a defesa do emprego" na Costa Rica, onde o desemprego chegou aos 24,4% por causa da pandemia. Os Estados Unidos são a principal fonte de turistas na Costa Rica, respondendo por 45% a 50% dos mais de 3 milhões de estrangeiros que visitavam o país centro-americano anualmente antes da pandemia.

Em agosto, a Costa Rica reabriu suas portas ao turismo da União Europeia, Reino Unido e Canadá, e posteriormente expandiu para Austrália, Nova Zelândia, China, Japão, Tailândia e Uruguai. Em 2 de setembro, americanos começaram a chegar vindos dos estados de Nova York, Nova Jersey, New Hampshire, Maine, Vermont e Connecticut.

Além disso, as autoridades já tinham anunciado que a partir de 15 de setembro receberiam visitantes da Pensilvânia, Massachusetts e Colorado. O turismo "é um setor que gerou quase 220 mil empregos diretos e cerca de 400 mil indiretos até o ano passado", informou Segura ao anunciar a reabertura.

A possibilidade de receber mais turistas americanos surge em um momento em que a Costa Rica, com cinco milhões de habitantes, registra em média 1.000 casos diários da Covid-19, o maior nível desde março, quando foi detectado o primeiro caso.

Nesta quinta-feira (10), o país chegou aos 52.549 casos do novo coronavírus e 567 mortes. Diante disso, o ministro garantiu que os protocolos de segurança impostos para a chegada de turistas estrangeiros não permitem que nenhum visitante tenha sido infectado com a Covid-19.

A Costa Rica exige dos turistas estrangeiros um teste negativo para coronavírus e um seguro de viagem que tenha a cobertura de pandemias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação