México

Prisão mexicana da qual "El Chapo" escapou pela primeira vez será fechada

O Centro foi inaugurado há 27 anos como parte de um projeto de presídios de segurança máxima

Agência France-Presse
postado em 29/09/2020 19:54
 (crédito: HECTOR GUERRERO/AFP)
(crédito: HECTOR GUERRERO/AFP)

As autoridades mexicanas anunciaram nesta terça-feira (29) o início da transferência de detentos do presídio de segurança máxima de Puente Grande, um dia após anunciar o fechamento do local, de onde o traficante Joaquín "El Chapo" Guzmán escapou pela primeira vez.

Às 6h20 (11h20 GMT), um grupo de presos foi transferido da prisão no estado de Jalisco, localizado no oeste do México, a bordo de um caminhão blindado em direção às instalações de uma base aérea militar próxima.

O veículo blindado foi escoltado por mais de 10 patrulhas da Guarda Nacional e, uma vez no base militar, os detentos embarcaram em um avião Hercules no qual, presume-se, foram levados para outras prisões federais do país.

A operação ocorre ao longo desta terça-feira e os detalhes serão dados no final da operação, informou à AFP uma fonte da diretoria de Prevenção e Readaptação Social do governo mexicano. Fora da prisão - da qual Guzmán escapou em 2001 escondido em um carrinho de lavanderia - familiares dos presidiários aguardam desde segunda-feira por informações.

"Meu marido (presidiário) falou comigo, me disse que (...) havia boatos de que eles iriam ser transferidos, mas não disseram nada, nem para onde", relatou à AFP a esposa de um dos detentos, que pediu anonimato. O Centro Federal de Readaptação Social número 2, conhecido como Puente Grande, foi inaugurado há 27 anos como parte de um projeto de presídios de segurança máxima.

A Secretaria de Segurança e Proteção ao Cidadão informou na segunda-feira que o fechamento do presídio visa "modernizar" o sistema penal mexicano. Em 1993, El "Chapo" foi capturado pela primeira vez na Guatemala e passou oito anos em Puente Grande, até que em 2001 escapou com a ajuda de um funcionário.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação