Grécia

UE apela à Turquia para ser construtiva na disputa no leste do Mediterrâneo

Parceiros dentro da OTAN, Grécia, membros da UE e Turquia estão atualmente em conflito sobre a delimitação de zonas de exploração de hidrocarbonetos no Mediterrâneo

Agência France-Presse
postado em 29/09/2020 22:02
 (crédito: ARIS OIKONOMOU / POOL / AFP)
(crédito: ARIS OIKONOMOU / POOL / AFP)

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, advertiu nesta terça-feira(29) para que "todas as opções permaneçam sobre a mesa" para defender os interesses da União Europeia (UE) se a Turquia não for "construtiva" na resolução da disputa no Mediterrâneo oriental.

"Nosso objetivo é criar um espaço para um diálogo construtivo com a Turquia para alcançar estabilidade e segurança em toda a região e para garantir o pleno respeito pela soberania e direitos soberanos de todos os Estados membros da UE", escreveu Charles Michel.

O Chipre está igualmente envolvido. “Isso só será possível se a Turquia estiver engajada de forma construtiva. Todas as opções permanecem sobre a mesa para defender os interesses legítimos da UE e de seus Estados-membros”, alertou.

Parceiros dentro da OTAN, Grécia, membros da UE e Turquia estão atualmente em conflito sobre a delimitação de zonas de exploração de hidrocarbonetos no Mediterrâneo, uma questão muito sensível que será discutida na cúpula de chefes de Estado e de governo da UE na quinta e sexta-feira em Bruxelas.

Na sua carta-convite, o presidente do Conselho Europeu - órgão que representa os 27 Estados-Membros - explica que o jantar dos líderes na quinta-feira à noite será exclusivamente dedicado à situação no Mediterrâneo Oriental e às relações com a Turquia.

Na semana passada, o presidente francês Emmanuel Macron já pediu a seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan que se comprometesse com a redução das tensões com a Grécia e Chipre nesta região.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação