Premiação

Colombiana é premiada pela ONU por luta contra exploração sexual infantil

A cerimônia de premiação acontecerá no próximo dia 5, de forma remota

Agência France-Presse
postado em 01/10/2020 21:35 / atualizado em 01/10/2020 21:35
 (crédito: Divulgação/Acnur)
(crédito: Divulgação/Acnur)

A colombiana Mayerlin Vergara Pérez foi homenageada com o renomado prêmio Nansen para os refugiados de 2020, por ajudar há duas décadas crianças exploradas sexualmente, anunciou a ONU nesta quinta-feira.

"É uma grande oportunidade que abre uma plataforma mundial para poder lhes dizer que a exploração sexual e o tráfico de pessoas têm rosto e doem no mais profundo do ser de cada criança", disse a ativista, 45, à AFP.

A campanha empreendida por Mayerlin, mais conhecida como Maye, levou a mudanças nas leis de seu país para endurecer a pena de quem facilitar a exploração sexual dos mais jovens.

O prêmio Nansen, da Agência para os Refugiados (Acnur), "homenageia pessoas, grupos e organizações cuja ação vai além de suas obrigações profissionais para proteger refugiados e apátridas", assinalou a agência.

"Pessoas como Maye encarnam o que há de melhor em nós. Sua coragem e abnegação para apoiar e proteger as crianças mais vulneráveis é simplesmente heroica", declarou Filippo Grandi, alto comissário da ONU para os refugiados, citado em comunicado.

Mayerlin Vergara é coordenadora regional para o Caribe da Fundação Renascer, que ofereceu apoio a mais de 22 mil crianças e adolescentes. Em vídeo da Acnur, Maye destaca a vulnerabilidade destes menores: "Chegam a nós cheios de dor, tristeza e sem esperança, e nossa casa se converte nesse lugar, nesse refúgio em que eles podem ser eles mesmos."

A cerimônia de premiação acontecerá no próximo dia 5, de forma remota.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação