ELEIÇÕES AMERICANAS

Biden incentiva voto antecipado e à distância; Trump defende voto presencial

Joe Biden e Donald Trump intensificam a campanha na reta final, com apenas dez dias para que todos os americanos escolham o novo presidente da potência mundial.

Agência Estado
postado em 24/10/2020 16:36
 (crédito: JIM WATSON, SAUL LOEB / AFP)
(crédito: JIM WATSON, SAUL LOEB / AFP)
O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, defendeu a votação antecipada para a Casa Branca e o voto à distância, neste sábado, 24. "Gente, você não precisa esperar até 3 de novembro para votar. Você pode votar agora na maioria dos Estados do país", tuitou Joe Biden, acrescentando um endereço eletrônico para cadastramento e a frase "faça sua voz ser ouvida".
O tuíte foi feito após a imprensa de todo mundo divulgar que o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, candidato republicano à reeleição, votou antecipadamente, neste sábado, em uma seção na cidade de West Palm Beach, na Flórida, para onde mudou sua residência eleitoral no ano passado.
Joe Biden e Donald Trump intensificam a campanha na reta final, com apenas dez dias para que todos os americanos escolham o novo presidente da potência mundial.
Biden faz comício ainda neste sábado na Pensilvânia e conta com o ex-presidente Barack Obama como cabo eleitoral de peso em outro evento de campanha dos democratas na Flórida, também neste sábado. O Estado é uma das regiões consideradas "pêndulos" que podem definir as eleições porque não tem candidato ou partido fixo, pendendo para um lado e para outro de acordo com as propostas.
Ainda na tarde deste sábado, o presidente Donald Trump realizou um comício na Carolina do Norte e atacou o adversário democrata e as intenções do opositor que defende o voto à distância.
"Você sabe por que os democratas não querem o voto presencial? Maus propósitos", alfinetou Trump que é contrário a votação pelos Correios advertindo que abre brechas para fraudes.
Após votar presencialmente pela manhã, Trump disse que o voto na urna é bem mais seguro do que "votar por carta".
O republicano tem mais dois compromissos de campanha neste sábado, em Ohio e Wisconsin, Estados que estão com projeções de voto apertadas para a eleição presidencial.
Por enquanto, de acordo com pesquisas de intenções de voto, o candidato democrata Joe Biden aparece com vantagem na corrida eleitoral.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação