Kamala Harris: mulheres são "espinha dorsal da nossa democracia", diz vice

Harris foi clara ao reforçar a mensagem que guiou a campanha de Biden: a de união

Correio Braziliense
postado em 07/11/2020 23:01 / atualizado em 07/11/2020 23:26
 (crédito: Drew Angerer/Getty Images/AFP)
(crédito: Drew Angerer/Getty Images/AFP)

A vice-presidente eleita dos Estados Unidos, Kamala Harris, usou o primeiro discurso desde a vitória para ressaltar uma mensagem de união. Entre os temas abordados pela ex-procuradora e ex-senadora, o papel das mulheres na sociedade ganhou destaque. "As mulheres são a espinha dorsal da nossa democracia", afirmou.

Harris é a primeira mulher a ocupar a vice-presidência em 244 anos, mas prometeu que, apesar disso, não será a última: "Porque toda menina que estiver assistindo hoje vê que esse é um país de possibilidades". Harris é, além disso, negra e de família sul-asiática. A democrata lembrou "todas as mulheres que trabalharam para proteger o direito ao voto, 100 anos atrás com a 19ª emenda. E uma nova geração de mulheres". Para ela, a luta das predecessoras e contemporâneas é uma inspiração.

Durante o discurso, na cidade de Wilmington (estado de Delaware, de maioria democrática), Harris foi clara ao reforçar a mensagem que guiou a campanha de Biden: a de união. Ao mesmo tempo, pregou a necessidade de proteger a democracia: "Ela só é tão forte quanto a nossa vontade de lutar por ela. Vigiá-la e nunca tomá-la como certa exige luta, sacrifício, mas também traz alegria e progresso. Porque nós, o povo, temos o poder de construir um futuro melhor".

Em parte do discurso, Harris parece ter feito uma alusão ao modo como o republicano Donald Trump conduziu a crise da covid-19 e às constantes acusações de que o atual presidente mente. Para Harris, o povo americano deu uma "mensagem clara" ao escolher "a esperança e a união, a decência e a ciência e, sim, a verdade". Ainda em possível referência a Trump, Kamala Harris destacou que o país escolheu um "presidente que representa o melhor de nós": "Elegemos um líder que terá o respeito do mundo", alfinetou.

Harris agradeceu ao número recorde de pessoas que votaram nessa eleição — ao menos 145 milhões de americanos. E disse que os eleitores trouxeram um "novo dia para a América".

A fala de Harris antecedeu o discurso de Biden, que adotou tom conciliador e falou em "tempo de curar". A vice-presidente eleita subiu ao palco vestindo terno branco, em homenagem ao movimento sufragista, e ao som de Mary J Blige.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação