Pandemia

EUA supera os 10 milhões de casos de covid-19

O país, o mais afetado do mundo pela pandemia, levou apenas 10 dias para passar de 9 a 10 milhões de casos confirmados depois de registrar vários recordes de novas infecções diárias na semana passada

france
postado em 09/11/2020 16:53 / atualizado em 09/11/2020 18:20
 (crédito: Miguel MEDINA / AFP)
(crédito: Miguel MEDINA / AFP)

Estados Unidos superou nesta segunda-feira (9) os 10 milhões de casos de covid-19 desde o início da pandemia, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins.

O país, o mais afetado do mundo pela pandemia, levou apenas 10 dias para passar de 9 a 10 milhões de casos confirmados depois de registrar vários recordes de novas infecções diárias na semana passada.

De acordo com dados da Johns Hopkins, os Estados Unidos registraram mais de 100 mil casos positivos durante 24 horas nos últimos quatro dias, com pico de 127 mil entre quinta e sexta-feira.

Com mais de 237.000 mortos, a principal potência mundial paga o preço humano mais alto pela pandemia.

Com seus 10 milhões de casos, representa quase um quinto do número total de infecções registradas em todo o mundo desde que o vírus apareceu na China no final de 2019.

O grupo farmacêutico Pfizer anunciou nesta segunda-feira que sua vacina candidata, desenvolvida em conjunto com o laboratório alemão BioNTech, apresentava "90% de eficácia" contra a covid-19.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, garantiu que via muitos "motivos de esperança" no anúncio, mas lembrou que a "batalha" contra o vírus ainda está longe de ser vencida.

O democrata revelou a composição de sua unidade de crise covid-19, composta por cientistas e especialistas em saúde pública que o ajudarão a estabelecer um roteiro para enfrentar a pandemia a partir de sua posse em janeiro.

Em um discurso focado na crise da saúde, Biden implorou aos americanos que continuassem usando máscara. Usar máscara "não é uma postura política", disse o presidente eleito de Wilmington, Delaware.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação