Pandemia

Alemanha quer limitar número de participantes no Natal e Ano Novo

A restrição permaneceria em vigor de 23 de dezembro até 1 de janeiro, segundo a proposta das regiões, que aconselham colocar em quarentena os participantes antes e depois das festas

Agência France-Presse
postado em 24/11/2020 09:52
 (crédito: Tobias Schwarz / AFP)
(crédito: Tobias Schwarz / AFP)

As regiões alemãs pediram nesta terça-feira (24/11) a limitação do número de participantes nas celebrações de Natal e Ano Novo ao máximo de 10 pessoas, caso sejam procedentes de famílias diferentes, para evitar infecções de covid-19.

As crianças com menos de 14 anos não seriam contadas nas restrições, de acordo com as propostas adotadas na segunda-feira pelos líderes dos 'Länder' e que serão debatidas na quarta-feira com o governo federal de Angela Merkel.

A restrição permaneceria em vigor de 23 de dezembro até 1 de janeiro, segundo a proposta das regiões, que aconselham colocar em quarentena os participantes antes e depois das festas.

O governo federal e os 'Länder' também discutirão com as comunidades religiosas medidas para reduzir os contatos nas cerimônias.

As regiões, no entanto, são contrárias a uma proibição total dos fogos de artifício nos dias próximos a 31 de dezembro, uma questão muito debatida na Alemanha para um setor que gera milhões de euros em receita.

A Alemanha registra até o momento 942.687 casos de covid-19 (+13.554 em 24 horas) e 14.361 mortes (+249), segundo o Instituto Robert Koch.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE