Eleições

Campanha de Trump tenta invalidar votos durante recontagem no Wisconsin

Os republicanos contestaram os votos durante uma recontagem dos dois condados mais populosos do estado, Milwaukee e Dane

Agência Estado
postado em 25/11/2020 18:07
 (crédito: MANDEL NGAN / AFP)
(crédito: MANDEL NGAN / AFP)
A campanha à reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seus apoiadores estão tentando invalidar dezenas de milhares de votos depositados por correio no Wisconsin, que eles dizem ter sido lançados ilegalmente, em mais um esforço para reverter os resultados da eleição em um Estado vencido pelo democrata Joe Biden.
Os republicanos contestaram os votos durante uma recontagem dos dois condados mais populosos do estado, Milwaukee e Dane. Quase 800 mil pessoas votaram nesses dois condados fortemente democratas, cerca de um quarto dos quase 3,3 milhões de votos do estado neste ano.
De acordo com a lei de Wisconsin, um partido pode pedir uma recontagem se a margem de vitória for inferior a 1%. A recontagem parcial está sendo feita a pedido bancado pela campanha de Trump.
Os 72 condados de Wisconsin relataram contagens oficiais em 17 de novembro, com Biden à frente por cerca de 20 mil votos em um Estado com 10 delegados, o que não é suficiente para mudar o resultado da eleição.
O presidente Trump não admitiu a derrota. Ele e seus apoiadores contestaram os resultados ou tentaram lançar dúvidas sobre sua integridade em vários Estados, especialmente em áreas urbanas que favorecem os democratas. Fonte: Dow Jones Newswires
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE