Clima

Deslocamentos preventivos evitam vítimas na passagem do ciclone Nivar na Índia

Centenas de milhares de pessoas foram evacuadas antes da passagem do ciclone Nivar, na costa sudeste da Índia, que passou com ventos de até 130 km/h e arrancou árvores e postes

Agência France-Presse
postado em 26/11/2020 10:15 / atualizado em 26/11/2020 10:16
Equipes de emergência e resgate limpam a rua depois que uma árvore caiu devido a fortes chuvas e ventos fortes após a queda do ciclone Nivar, em Puducherry em 26 de novembro de 2020. -  (crédito: Arun SANKAR / AFP)
Equipes de emergência e resgate limpam a rua depois que uma árvore caiu devido a fortes chuvas e ventos fortes após a queda do ciclone Nivar, em Puducherry em 26 de novembro de 2020. - (crédito: Arun SANKAR / AFP)

O ciclone Nivar não deixou mortos em sua passagem pela costa sudeste da Índia, graças à evacuação preventiva de centenas de milhares de pessoas - anunciaram autoridades locais nesta quinta-feira (26/11), enquanto as equipes de resgate continuavam trabalhando para restaurar a energia e remover árvores caídas.

Nivar atingiu a terra perto de Puducherry às 3h05 (18h35 no horário de Brasília), com ventos de até 130 km/h, arrancando árvores e postes. As fortes chuvas atingiram 300 milímetros em algumas horas.

Milhares de funcionários dos serviços de emergência foram mobilizados, previamente, nos estados de Tamil Nadu e Andhra Pradesh, bem como nos territórios de Puducherry. Agora, trabalham na restauração da eletricidade em várias cidades, onde a energia foi cortada para se evitar possíveis danos à rede.

A imprensa local informou que uma mulher no estado de Tamil Nadu foi esmagada até a morte na quarta-feira por um muro destruído por fortes chuvas. As autoridades locais não confirmaram essa informação e garantiram que não houve vítimas fatais.

"Não tivemos que lamentar nenhuma perda humana, devido às chuvas", disse o o vice-ministro de Tamil Nadu, O Panneerselvam, saudando a "total cooperação" da população.

Segundo ele, 250 mil pessoas no estado foram evacuadas por precaução.

Nesta quinta, as equipes de resgate também trabalham para remover as mais de 1.000 árvores arrancadas em Tamil Nadu e no território de Puducherry, informou a agência Press Trust of India (PTI).

Inicialmente classificado como uma "tempestade ciclônica muito forte" originada na Baía de Bengala, o Nivar foi-se enfraquecendo após atingir o continente, relatou o Departamento Meteorológico Indiano (IMD, na sigla em inglês).

Deve continuar a perder força, em sua trajetória para o norte nas próximas horas, acrescentou o serviço meteorológico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE