Diplomacia

Decola primeiro voo comercial direto dos Emirados para Israel

O voo ocorre dois meses após a normalização das relações entre os Emirados Árabes Unidos e Israel com o impulso dos Estados Unidos

Agência France-Presse
postado em 26/11/2020 10:51
 (crédito: JACK GUEZ / AFP)
(crédito: JACK GUEZ / AFP)

A companhia aérea de baixo custo Flydubai lançou, nesta quinta-feira (26/11), os primeiros voos diretos para Tel Aviv, dois meses após a normalização das relações entre os Emirados Árabes Unidos e Israel com o impulso dos Estados Unidos.

O avião decolou nesta quinta-feira pela manhã, confirmou à AFP um porta-voz do Aeroporto Internacional de Dubai, um dos maiores do mundo.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, estará presente na chegada do voo ao Aeroporto Internacional Ben Gurion, disse no Twitter Ofir Gendelman, seu porta-voz para a mídia árabe.

Em setembro, os Emirados Árabes Unidos assinaram um acordo, negociado pelos Estados Unidos, para normalizar suas relações com Israel. Foi o primeiro pacto deste tipo gênero entre um país árabe do Golfo e o Estado hebreu.

Os Emirados Árabes Unidos foram o terceiro país árabe a normalizar suas relações com Israel, depois do Egito, em 1979, e da Jordânia, em 1994. Foi rapidamente seguido pelo Bahrein.

No início do mês, a Flydubai anunciou que fará "14 voos por semana e um serviço duplo diário entre o Aeroporto Internacional de Dubai e o Aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv".

"O princípio dos voos regulares contribuirá para o desenvolvimento econômico e criará novas oportunidades de investimento", declarou o CEO da Flydubai, Ghaith al-Ghaith, ao anunciar esses voos no começo deste mês.

As companhias aéreas israelenses El Al e Israir iniciarão voos comerciais entre as duas cidades no próximo mês.

Com sede em Abu Dhabi, capital dos Emirados, a Etihad Airways anunciou o início de seus voos para Tel Aviv para março de 2021.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE