Pandemia

Emirados Árabes autorizam vacina chinesa da Sinopharm contra covid-19

A vacina foi submetida a testes de terceira fase nos Emirados a partir de julho e aprovada para uso emergencial nos profissionais de saúde em setembro

Agência France-Presse
postado em 09/12/2020 09:38
 (crédito: Natalia KOLESNIKOVA / AFP)
(crédito: Natalia KOLESNIKOVA / AFP)

O governo dos Emirados Árabes Unidos (EAU) autorizou oficialmente nesta quarta-feira (9/12) a vacina contra o coronavírus produzida pelo grupo farmacêutico chinês Sinopharm e afirmou que tem 86% de eficácia, de acordo com uma análise dos testes clínicos de terceira fase.

O ministério da Saúde do país anunciou o registro oficial da vacina, informou a agência estatal de notícias WAM, sem revelar detalhes sobre quando será utilizada.

A vacina foi submetida a testes de terceira fase nos Emirados a partir de julho e aprovada para uso emergencial nos profissionais de saúde em setembro.

"O anúncio é um voto de confiança significativo das autoridades de saúde dos EAU na segurança e eficácia da vacina", afirmou a WAM.

As autoridades de saúde do país revisaram a análise intermediária da Sinopharm dos testes de terceira fase, que mostra uma eficácia de 86% contra o coronavírus, segundo a agência.

Duas vacinas foram submetidas a testes de terceira fase nos Emirados, a da Sinopharm e a Sputnik-V russa.

O líder de Dubai, xeque Mohammed bin Rashid Al-Maktum, afirmou em novembro que tomou uma vacina experimental contra a covid-19.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE